Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Estou de caminho para a minha nova cidade. Vai ser a sétima desde que deixei a terrinha em Portugal. Ao longo de 7 mudanças aprendi algumas coisas que hoje partilho convosco. Espero que vos ajude a preparar o vosso Erasmus/mudança/aventura.

 

Quanto mais cedo melhor

 

  1. Voos/Transporte

Deve ser a primeira coisa a ser marcada. Já sabem, com quanto mais antecedência comprarem os bilhetes mais baratos vão ser. Além de que é um descanso saber que têm como chegar ao destino.

 

  1. Visto

Apesar de na Europa não ser preciso visto para trabalhar ou estudar, há países onde este assunto é critico. Neste caso a escola/empregador ou embaixada de destino podem dar orientações sobre os passos a tomar.

 

  1. Língua

Nos dias de hoje o inglês é a língua franca, mesmo assim é útil explorar um pouco a língua local. “Bom dia”, “obrigado”, e “onde é a casa de banho?” servem para ganhar a simpatia dos nativos.

 

3 semanas antes da partida

 

  1. Roupa

Ter um espaço limitado para transportar roupa é uma oportunidade para identificar a roupa de que gostam muito, fique bem e que seja apropriada ao sitio para onde vão. Verifiquem a meteorologia, pensem no estilo de vida no país de destino e o tipo de atividades que vão fazer e planem o que têm de levar.

 

É bom tratar da roupa com algum tempo de antecedencia porque assim podem lavar o que for necessário (eu pus os meus casacos de inverno na lavandaria) e fazer alguns pequenos arranjos. Assim também têm tempo para comprar alguma peça de roupa que vos falte. Caso vão para países frios comprem um casaco de inverno no local, à partida é mais barato e adequado à temperatura. 

 

  1. Médico

Vão ao médico. Visitem o vosso médico de família, vão ao oftalmologista, ginecologista, dentista, etc. Façam um checkup geral, analises e todas as consultas de rotina. Comprem os medicamentos que usem habitualmente (incluindo a pílula) e alguns de prevenção (tipo anti-diarreia, anti-febre e anti-inflamação). Não esquecer que os medicamentos têm de ser transportados nas caixas originais com a bula acompanhar.

 

  1. Estadia

Reservem um sitio para dormir nas primeiras noites até encontrarem uma morada permanente. Opções baratas são o Airbnb e hostels.

 

É boa política começar a procurar uma morada permanente antes de chegar ao destino e marcar o maior número de visitas para os primeiros dias em que estão no país. Nunca transfiram dinheiro sem conhecerem a pessoa e nunca aluguem um quarto/apartamento sem o visitar primeiro.

 

A vossa universidade/empregador devem ser capazes de indicar qual melhor forma de encontrar alojamento. De um modo genérico, os sítios mais fáceis para arranjar onde viver são residências (de estudantes/jovens adultos), websites locais e agências imobiliárias. Uma técnica a considerar é alugar um Airbnb durante um mês e depois negociar uma taxa melhor com o proprietário para o resto da estadia.

 

2 semanas antes da partida

 

  1. Dinheiro

Caso vão para fora da zona euro investiguem como vão financiar a vossa vida. Convém sempre levar uma reserva de euros e/ou moeda local para gastar nos primeiros dias.

 

Caso vão para fora da zona Euro e precisem de receber dinheiro de Portugal há varias opções, no fundo tudo se resume a taxas e qual a maneira mais fácil e barata de terem recursos no local.  Eu já testei várias alternativas, desde fazer levantamentos o maior possível e depois guardar o dinheiro debaixo do colchão, fazer levantamentos o maior possível e depois guardar o dinheiro numa conta bancária local, fazer uma transferência para numa conta bancária local e receber dinheiro pela Western Union e andar com ele no bolso.

 

  1. Amigos

Despeçam-se dos amigos não-tão-próximos. Assim evitam stress de última hora e têm a certeza que conseguem dizer adeus a toda a gente. 

 

  1. Entretenimento

Caso vão para um lugar com internet duvidosa ou regras estritas em relação a streamings/downloads abasteçam-se de musica, filmes, séries e livros em formato digital antes de partir.

 

  1. Computador

Este não é um passo essencial, mas eu gosto de dar uma limpeza rápida ao computador, organizar os emails, organizar documentos, apagar o que não interessa, limpar o disco, etc. para começar a vida no novo destino com o computador organizado.

 

  1. Subscrições

Cancelem ou suspendam a subscrição do ginásio e outras que não precisem durante a vossa ausência.

 

1 semana antes da partida

 

  1. Documentos

Scanem os documentos importantes e guardem uma copia digital no vosso computador e email.

 

Levem em suporte papel os seguintes números: morada e numero do consulado Português no país de destino, número de emergência local (112 em toda a Europa), 2 números táxis diferentes, número e morada do sitio onde vão ficar (e contactos de um local de alternativo) e, se conhecerem alguém no país de destino, o contacto dessa pessoa.

 

Investiguem como vão do aeroporto até ao vosso alojamento da primeira noite. Quase sempre há opções mais baratas que um taxi, o Wikitravels ou o Google Maps costumam ser uma boa ajuda.

 

  1. Ser Senhora

Façam a depilação, arranjem as unhas, cortem o cabelo, façam uma limpeza de pele. Ao chegar a um novo país o melhor é estar linda e maravilhosa (e também não sabemos quanto custam esses serviços lá fora).

 

  1. Amigos & Família

Digam adeus aos amigos próximos. Adeus à família também.

 

Véspera da partida

 

  1. Façam o check-in.
  2. Fechem a mala (peçam à pessoa mais pesada da casa para dar uma ajuda).
  3. Verifiquem se têm os documentos, medicamentos e dinheiro arrumados.

 

E que comece a aventura!

 

via GIPHY

 

Recomendo fazerem uma lista de todos assuntos de que é preciso tratar, podem inspirar-se neste post.

Eu como já sou pro reservei as primeiras noites e um carro para chegar ao destino de véspera.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Confesso que não sou muito ligada à moda, a desfiles ou a criadores. O único desfile que alguma vez vi por completo foi o Victoria Secret Fashion Show. Também não ligo muito às fotos de street style ligadas a estes eventos. A maior parte das fotografias são de gente a usar combinações no mínimo bizarras, que até podem ficar bem nas fotos, mas que são totalmente impraticáveis na vida real (ou pelo menos na minha vida real). 

 

Tudo isto para dizer que enquanto dava uma vista de olhos à galeria da Vogue de street style da semana da moda de Moscovo deparei-me com esta fotografia.

 

Screen Shot 2017-11-03 at 23.38.28.png

 

Achei genial. É um conjunto que facilmente dá para transformar em algo usável no meu dia a dia. O conceito em si, cor sobre uma paleta neutra, é algo que eu utilizo frequentemente quando estou inspirada para usar roupas. Neste caso, calças cinzentas e uma camisola de gola alta preta com um acessório que dá um Bang! de cor. Ainda por cima azul é uma das minhas cores favoritas.

 

Este lenço deve ser especial porque fez outra aparição em Moscovo, desta vez num conjunto menos inspirador. 

 

Screen Shot 2017-11-03 at 23.38.52.png

 

Podem ver mais fotos aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Paris, a cidade da luz. A cidade do romance, da moda e da arte! A cidade da torre Eiffel, da catedral de Notre-Dame, do Arco do Triunfo, do Louvre e dos Champs Elisées! Haverá cidade mais senhorial que esta? A cada esquina há uma galeria ou um museu, as montras são obras de arte, as pessoas vestem-se com classe e estilo. Paris, a cidade onde seja dia ou seja  noite, há sempre coisas interessantes a acontecer.

 

O fim de semana passado estive em Paris para o aniversário de um amigo. Não estive em nenhum sitio emblemático. Em quatro dias, o único vislumbre que tive da torre Eiffel foi este:

20171027_161912.jpg

Apenas fiz uma atividade digna de ser relatada no blog, visitei a exposição de Mariano Fortuny no Museu da Moda da Cidade de Paris.

 

20171027_164129.jpg

O que acham da evolução do conceito de beleza feminina nos últimos 100 anos?

 

Mariano Fortuny (1871 - 1949) foi um estilista, pintor e inventor espanhol radicado em Veneza, conhecido pelos seus vestidos de seda plissados e pelos estampados em veludo. Os vestidos produzidos por Fortuny foram revolucionários ao libertarem as formas femininas, são de tal qualidade que  continuam perfeitos quase um século depois (pelo menos daquilo que dava para ver nas vitrines) e até hoje, foi impossível replicar a técnica de plissar seda utilizada por ele. Muitos dos designs são intemporais e eu, sinceramente, gostava de experimentar alguns dos vestidos. Para ficarem com uma ideia, os preço de venda dos vestidos remanescentes começa nos 14.500€ (o que equivale a 362 vestidos da Zara). 

 

A imagem a cima é da minha parte preferida da exposição. É um conjunto dos dois designs mais emblemáticos de Fortuny, um vestido Delphos e um casaco em veludo estampado. O que me impressionou foi o do contraste entre o masculino e o feminino, entre a delicadeza e leveza do vestido e a solidez protetora e aconchegante do casaco. O impacto foi ainda maior ao aperceber-me que esta composição não se limita ao séc. XX e que o conceito pode ser transposto para os dias de hoje.

 

Em relação ao Tesla mencionado no titulo, fiz um test-drive no lugar de pendura durante 40 km. Fiquei desapontada porque achava que o carro era completamente silencioso, mas afinal em autoestrada dá para ouvir o ruído do vento e dos pneus. Pelo lado positivo, fiquei deslumbrada com a condução automática. O Tesla curva sem ser preciso mexer no volante, mantém a distancia pré-definida com veículo da frente e muda de faixa só com a indicação do pisca. É carro que estou a pensar comprar quando tiver recursos financeiros dignos de uma Senhora (por este andar daqui a 50 anos).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Ultimamente o meu acne anda-me a incomodar. Incomoda-me porque tenho 26 anos, e exceto em alguns períodos de tempo bastante reduzidos, já vivo há 14 anos com borbulhas na cara.

 

Mais uma vez decidi atacar o problema. Eu sei que o meu acne é principalmente hormonal e está relacionado com o Síndrome de Ovário Polícistico. Além disto, reparei que durante as minhas férias em Cuba, não tive nenhuma borbulha ativa. Porquê? Houve 3 diferenças principais em relação ao meu estilo de vida normal: andei a usar um creme de rosto novo; não comi nenhum lacticínio (o leite não é abundante em Cuba) e como estava de férias o meu nível de stress foi zero.

 

Penso que o acne não é apenas uma questão cutânea, mas sim um resultado de processos dentro do organismo. A única solução eficaz de longo termo é tratar a origem do problema e não apenas usar cremes que tratam os sintomas. Assim, estive a fazer pesquisa de como posso controlar o que parecem ser os principais originadores do meu acne: hormonas, lacticínios e stress.

 

Hormonas

Um dos períodos sem acne foi enquanto tomava a pílula. Foi a primeira confirmação que o meu acne está relacionado com questões hormonais. Isto foi reforçado quando o meu ginecologista me diagnosticou com PCOS, uma das características desta condição é o excesso de hormonas andrógenas e acne [1].

 

Como não quero tomar a pílula, fazer terapias hormonais ou tomar medicamentos estive à procura de alternativas "naturais". Parece que a suplementação de myo-inositol melhora as alterações hormonais relacionadas com o PCOS. A dose recomendada é de 2 a 4 gr por dia [2]

 

Parece também que o PCOS também está associado a uma maior resistência à insulina. Dietas baixas em hidratos de carbono e cetogénicas podem diminuir a insulina em jejum e diminuir a quantidade de testosterona livre [3].

 

Lacticínios

Já me tinha apercebido mais vezes da conexão entre lacticínios e borbulhas horrorosas. Enquanto estive na China e comia iogurte quase todos os dias o meu acne estava anormalmente mau (a poluição também teve culpa). Só fiquei totalmente convencida anos depois, no dia em que só comi pão com queijo ao almoço e notei um agravamento da situação da minha pele (= borbulhas horrorosas) quase imediato. Pesquisei um pouco e isto foi o que encontrei:

 

  • Os leite (principalmente o de vaca) estimula a produção de insulina e eleva os níveis de IGF-1 no sangue o que, por sua vez, estimula a produção de sebo [4]
  • O leite tem hormonas andrógenas que pode levar ao aparecimento acne [5]

 

Neste caso a única solução é não consumir lacticínios. Nada de iogurtes, queijo, natas, leite, gelados e sobremesas que usem produtos lácteos como ingredientes.

 

Stress

Nunca achei que o stress influenciasse o estado da minha pele. Também, nunca experimentei verdadeiramente stress até ao ano passado. Por enquanto esta questão está totalmente resolvida com a minha falta de emprego. Já neste post tinha abordado que o stress pode impactar o acne, mas aqui está mais uma referencia:

 

  • O stress pode influenciar a regulação do feedback nas glândulas sebáceas, induzindo o desenvolvimento de inflamação [6].

 

Quando os meus níveis de stress aumentarem sei que o exercício e a meditação me ajudam a relaxar. Também parece que um suplemento de L-Lysine tem um efeito ansiolítico, pode aliviar o stress mental e ajuda na formação de colagénio, essencial para uma pele bonita [7]. Pode haver mais suplementos/mudanças de estilo de vida que possam ter impactos significativos sobre o stress e acne, mas eu não pesquisei o assunto com maior profundidade. 

 

Plano de ação:

Comecei por implementar o mais fácil. Mentalizei-me e eliminei por completo os lacticínios da minha alimentação. Desde Setembro, e até ao Natal, tenho evitado por completo queijos deliciosos, manteiga, iogurtes (que substituí por iogurtes de soja), etc. O mais difícil é evitar lacticínios misturados em sobremesas e comidas preparadas. No outro estive a enfardar húmus, e quando li a lista de ingredientes vi que tinha leite na composição. Claro que umas horas depois tinha uma borbulha na bochecha esquerda. Desde que deixei os lacticínios, a comida de que tenho mais saudades é pizza, pizza cheia de queijo a derreter.

 

 

Não tenho qualquer formação na área de saúde. Todas as informações presentes neste artigo vêm das fontes acima. Podem haver erros de tradução. Falem com o vosso medico/dermatologista antes de iniciarem qualquer tipo de tratamento para o acne. Escrevo por recreação, declino qualquer tipo de responsabilidade pelo uso da informação aqui presente.

 

[1] BUNKER, C.B., NEWTON, J. A., KILBORN, J., PATEL, A., CONWAY, G.S., JACOBS, H.S., GREAVES, M.W. and DOWD, P. M. 1989.  Most women with acne have polycystic ovaries.

[2] Costantino, D., et al. "Metabolic and hormonal effects of myo-inositol in women with polycystic ovary syndrome: a double-blind trial." Eur Rev Med Pharmacol Sci 13.2 (2009): 105-110.

[3] Mavropoulos, John C., et al. "The effects of a low-carbohydrate, ketogenic diet on the polycystic ovary syndrome: a pilot study." Nutrition & metabolism 2.1 (2005): 35.

[4] Melnik, B.C. and Schmitz, G., 2009. Role of insulin, insulin-like growth factor-1, hyperglycaemic food and milk consumption in the pathogenesis of acne vulgaris.

[5] Bowe, W., Patel, N., & Logan, A. 2014). Acne vulgaris, probiotics and the gut-brain-skin axis: from anecdote to translational medicine. 

[6] Zouboulis ChC. 2004.  Neuroendocrine regulation of sebocytes – a pathogenetic link between stress and acne.

[7] Singh, Meenu et al. 2011 Medicinal Uses of L-Lysine: Past and Future.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O aborrecimento é um sentimento bastante desagradável. É também um sentimento complexo, com todo um espectro de nuances. Há dias em que sofro de um tipo especial de aborrecimento, o aborrecimento em que sei que tenho coisas para fazer, mas não tenho nem motivação nem energia para me dedicar a elas.

 

Para me animar, decidi compilar uma lista de coisas que requerem pouca força de vontade, mas que podem combater este aborrecido sentimento.

 

1. Sites sugadores-de-vida

O mais fácil e acessível para ocupar o tempo são os sites que entram na categoria “sugadores-de-vida”.  Basicamente, são sites que entretêm mas que, na minha perspetiva, não trazem nada de positivo. Nesta categoria incluo sites como o Facebook, 9Gag, Buzzfeed, Youtube. Certamente há outros sites/apps/joguinhos, mas eu tento evitá-los.

 

Às vezes desperdiço horas de vida nestes sites, mas ao fim de algum tempo sinto-me ainda mais aborrecida e descontente comigo mesma.

 

2. Ver séries

Ver séries é um entretenimento que requer pouca energia, ocupa o tempo de uma forma aprazível, e possibilita a vivencia de sentimentos em segunda mão. Com pouco ou nenhum investimento energético e monetário as séries fazem rir, chorar, sentir entusiasmo ou medo. Com o tempo é possível desenvolver uma certa “afinidade” com os personagens.

 

A contraindicação das séries é o efeito viciante. Eu, quando fico viciada, não consigo fazer nada produtivo enquanto não ver todos os episódios disponíveis.

 

Sugestões

Comédia

Estes dois títulos já estão por aqui há tanto tempo que dispensam apresentações. Fazem rir, não requerem esforço mental e os episódios são curtos.

 

 The Big Bang Theory (A teoria do Big Bang)

 Modern Family (Uma Família Muito Moderna)

Fantasia

American Gods 

 

Eu já tinha lido o livro há uns anos, e estava curiosa para ver a série. As minhas expectativas não foram defraudadas, a historia é bem contada, fiel ao livro, mas com uma série de detalhes extras interessantes e bem conseguidos.

 

Para ficarem com uma ideia, o vídeo a baixo é uma das minhas cenas favoritas da primeira temporada. Afinal o American Gods é sobre deuses, e acho que a série faz um trabalho excecional na forma as diferentes religiões. A cena não está relacionada com o enredo principal, portanto podem ver sem medo de spoilers.

 

 

Drama

Because it is My First Life

Das 4 séries que sugiro, esta é aquela com que me identifico mais. É divertida, mas ao mesmo tempo aborda questões essenciais a um jovem adulto, como encontrar casa, realizar (ou não) os sonhos de juventude, o significado do casamento, etc.  Como é um drama coreano (o primeiro que vejo) há todo um aspeto de descobrir uma nova cultura que é muito refrescante em relação aos clichés das séries americanas.

 

3. Ler

Ler é algo que requer um pouco mais de força de vontade. Eu gosto muito de ler, portanto não é um esforço muito grande, basta apenas escolher bem o livro. O que requer menos esforço são livros de banda desenhada. Estou a começar a descobrir todo um mundo de webcomics gratuitos, deixem um comentário se quiserem que eu partilhe a minha lista de leitura. No nível seguinte estão os romances “cor de rosa”. Nesta categoria os meus autores favoritos são a Nora Roberts e Nicolas Sparks. Se estiver mesmo com coragem posso ler um dos livros na minha lista para 2017.

 

4. Limpezas & organização

Fazer limpezas ou organizar coisas é algo produtivo e que ocupa o tempo de forma flexível. Uma limpeza profunda pode demorar horas, mas organizar uma gaveta demora apenas 10 minutos. É também uma atividade que posso fazer sem nenhum sentimento de culpa e que me deixa com um sentimento de missão cumprida quando termino.

 

Por exemplo como hoje sofri de um forte aborrecimento, varri o chão, fiz a cama de lavado, lavei a loiça, lavei umas botas e umas calças de caminhar à mão e limpei a casa de banho. Se amanhã me sentir aborrecida ainda tenho prateleiras e calçado para organizar.

 

5. Ir para a cama cedo

Quando não há mais nada para fazer e se tem sono é uma boa maneira de ocupar o tempo e descansar. Pode ser que o aborrecimento tenha desaparecido na manhã seguinte.

 

Eu nunca consigo cumprir esta sugestão, mas sinceramente, às vezes tenho sonhos mais interessantes do que a minha vida real.

 

E vocês, o que fazem quando estão aborrecidos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não tenho emprego. Não ter emprego é uma situação que trás muitas vantagens, tenho muito tempo livre (= todo), não tenho stress e tenho energia para me dedicar a coisas novas. A única desvantagem é não ter rendimentos. Neste contexto decidi por o blog a render.

 

Primeiro que tudo tenho de ter leitores. Isto não deve ser difícil, depois de uma visita ao Google Analytics descobri que na ultima semana tive uns incríveis 4 visitantes. Se contar com as minhas próprias visitas devo ter para aí um leitor desconhecido!! Pelo menos já é um começo.

 

Para aumentar o numero de visitas ao blog tenho de escrever mais e promover o meu conteúdo. Como tenho bastante tempo livre vou escrever pelo menos um post por semana. 

 

Também criei uma pagina de Facebook para o blog porque é uma forma fácil de promover post novos e antigos, pedir sugestões e partilhar excertos das minhas leituras. Vou também começar a comentar outros blogs e, no futuro, talvez tenha convidados aqui no Ser Senhora.

 

Depois deste compromisso público de escrever mais frequentemente estive a pesquisar formas de monetizar blogs. Encontrei esta imagem que sumaria a maioria das fontes de rendimento para quem tem um blog.

 

Revenue straems.png 

Fonte: https://problogger.com/make-money-blogging/

 

Depois de um estudo atento percebi que no curto prazo, as únicas coisas que posso implementar são anúncios e links afiliados.

 

Em relação aos anúncios é fácil. Basta inscrever-me e adicionar o Google AdSense ao blog. Para ser honesta comigo própria, tenho muito pouca esperança neste método. Se os meus leitores forem como eu usam um serviço para agrupar todos os blogs e não vão ver a publicidade. 

 

Os links afiliados são mais prometedores. Para quem não conhece o conceito, apenas basta divulgar um link e, caso um leitor faça uma compra através do referido link, eu ganho uma comissão. Porque escrevo o blog para o meu prazer e em português não quero estar relacionada com todo e qualquer programa de afiliados. Prefiro concentrar-me em poucos, mas bons e rentáveis. Tenho esperança que por cada 1000 visitas consiga ganhar 10€.

 

Aqui estão os sites onde me vou inscrever: 

 

E aqui está o sumário de como vou ficar multimilionária com este blog:

  1. Postar uma vez por semana
  2. Divulgar posts no Facebook
  3. Adicionar Google AdSense no blog
  4. Adicionar links afiliados naquilo que escrevo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Seguindo as indicações dos Senhores do Sapo, decidi actualizar o template do blog para um mais moderno. Confesso que ainda me estou a habituar ao novo layout mas, como já dizia o Camões, "Todo o mundo é composto de mudança".

 

Para ficar um registo, aqui está um print screen do ultimo template.

 

Screen Shot 2017-10-25 at 10.04.31.png

 

 

Para os curiosos, aqui está o registo da ultima actualização de template que fiz ao blog.

Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Out17

Recomeçar

Vou tentar começar a escrever mais assiduamente. Enquanto preparo alguns posts decidi refrescar um pouco a imagem do blog.

 

Comecei por adicionar um botão no topo da página com uma ligação ao Facebook. Fui muito bem sucedida, além do botão funcionar, consegui dimensiona-lo e centra-lo. Esta pequena vitória deu-me confiança nas minhas (inexistentes) capacidade de programar em html. 

 

Decidi tentar algo um pouco mais desafiante e personalizar o arquivo na barra lateral. Demorei uma hora. Mais exactamente 50 minutos a varrer a internet à procura de templates, a aprender como encontrar o código html de outros sites e a copia-lo, a fazer experiências, a refrescar o blog dezenas de vezes... resultado, 50 minutos depois não consegui fazer nada de jeito. Estava quase para desistir quando, algures nas opções de personalização encontrei isto:

Screen Shot 2017-10-19 at 16.06.48.png

Afinal há uma forma simples de personalizar o arquivo nos blogs do sapo. Demorei 10 minutos a explorar as diferentes opções e refrescar o blog e voilà, um template ligeiramente diferente, mais ao meu gosto de hoje.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Este inverno comprei camisolas de bons materiais. Comprei uma camisola de lã (lambswool), uma de caxemira e uma de merino. Todas são bonitas, quentes e confortáveis. O único inconveniente das camisolas de lã é a lavagem. Têm de ser lavadas à mão para evitar borbotos, manter a forma e fazer com que durem mais tempo.

 

Como fico extenuada apenas por pensar em lavar roupa à mão, tive uma das camisolas mais de um mês no saco da roupa suja à espera de ser lavada. Ontem fui buscar a camisola para a lavar. Olhei para ela, cheirei-a e pareceu-me limpa outra vez. Mesmo assim, apesar da ilusão de limpeza, decidi prosseguir com o plano original. Coloquei a camisola numa bacia, enchi-me de coragem, e fui pesquisar como lavar roupa de lã.

 

Aqui está uma breve descrição do que se seguiu:

  1. Pus música de limpeza a tocar
  2. Enchi uma bacia de água fria juntei um agente de limpeza. Ontem, como não tinha detergente para lã, usei minha espuma de limpeza de rosto
  3. Apalpei/agitei a camisola e depois deixei-a de molho um pouco
  4. Mudei a camisola para um recipiente com água limpa (lavatório), agitei um pouco, mudei a água e agitei de novo a camisola 
  5. Peguei na camisola até que deixou de escorrer água e embrulhei-a numa toalha para absorver a maior parte da água*
  6. Estiquei a camisola horizontalmente em cima do estendal

Honestamente, depois deste trabalho todo, só volto a lavar camisolas de lã quando o frio acabar e arrumar as camisolas no fim da estação.

 

*para escrever este post fiz mais alguma pesquisa e percebi que o correto é estender uma toalha branca sobre uma superficie plana, colocar a camisola por cima, enrolar e apertar suavemente para retirar a maioria de àgua

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Passaram-se exatamente 45 dias desde o inicio do ano.

Eu e muito boa gente, há 45 dias atrás, estávamos a beber champanhe, ver fogos de artifícios e a prometer um excelente 2017 cheio de magreza, vida saudável, muitos novos conhecimentos, viagens e outras coisas do género.

Como já é hábito, no final do ano passado, estableci alguns objetivos para 2017. Meditei nas áreas da minha vida que quero desenvolver, escrevi vários objetivos num caderno e depois transferi-os para o Trello

 

Em vez de guardar os meus objetivos numa gaveta e deixar que se transformem num monte boas intenções vazias de ação, decidi que a marca dos 45 dias era uma marca tão boa quanto outra qualquer para fazer uma revisão e certificar-me de que estou no bom caminho.

Comecei por reler o que o que escrevi à nos últimos dias de 2016 e fazer um balanço dos diferentes objetivos.

Pontos positivos:
  •  Cortei o cabelo (dá para perceber a profundidade das minhas resoluções de ano novo)
  •  Li um livro da lista (A Tragédia da Rua das Flores, Eça de Queirós)
Pontos negativos:

Não fiz absolutamente mais nada. Apesar de ter identificado algumas micro tarefas para fazer semanal ou mensalmente, pouco se traduziu em ações. Distracção, preguiça, um sofá demasiado confortável, eventos cancelados, trabalho até horas tardias... tenho uma infinidade de desculpas. O pior, é que fico a pensar que devia fazer coisas que não estou a fazer, o que me deixa com um ligeiro sentimento de culpa que torna a minha vida menos agradável.

 

Vou tentar uma outra estratégia durante o mês de fevereiro. Vou focar-me em muito, mas mesmo muito menos coisas. Mais concretamente, vou focar-me num objetivo de longo prazo e numa tarefa especifica a cada semana.

 

O objetivo de longo prazo é fazer 15 minutos de exercícios de gramática francesa por dia. Apenas 15 minutos. Menos de meia dúzia de exercícios. Para me motivar fiz o que fazia quanto era miúda e tentava poupar. Desenhei um termómetro em que cada nível colorido representa 15 minutos de estudo concluídos. O objetivo é chegar ao topo, preenchendo todo o termómetro (a baixo uma foto de má qualidade como ilustração).

term.jpg

 

15 minutos por dia, ao longo de 22 dias dá um total de 5,5 horas de estudo. Se adicionar 2 ou 3 horas de francês que falo diariamente no trabalho são mais de 40 horas em contacto com esta língua maravilhosa e senhorial. Se estiver mesmo inspirada, pode ser que ainda comece a ler um dos livros em francês da minha lista de leitura e que veja um filme ou dois.

O ultimo parágrafo é um exemplo claro de como tenho a intenção de fazer muitas coisas, mas que normalmente resultam em muito pouco. O foco são os 15 minutos diários. Apenas 15 minutos, todos os dias.


Em adição ao objetivo de longo prazo escolhi 4 pequenas tarefas semanais. Tarefas simples, que ocupam pouco tempo e que são fáceis de concluir. Aqui estão elas:

(Semana 6) Enviar fatura para o seguro

(Semana 7) Marcar dentista

(Semana 8) Ir a um Meetup

(Semana 9) Responder email

A verdade é que me apetece fazer tudo já. Despachar tudo esta semana. Todas as tarefas são urgentes e quanto mais cedo as fizer melhor. Por outro lado, estas tarefas estão todas pendentes desde o inicio de Janeiro e já as podia ter feito há muito mais tempo.

Vou tentar contentar-me com menos e fazer de facto alguma coisa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2016
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2015
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2014
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2013
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2012
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2011
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ
  92. 2010
  93. JAN
  94. FEV
  95. MAR
  96. ABR
  97. MAI
  98. JUN
  99. JUL
  100. AGO
  101. SET
  102. OUT
  103. NOV
  104. DEZ