Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Moscow Fashion Week

Novembro 13, 2017

Confesso que não sou muito ligada à moda, a desfiles ou a criadores. O único desfile que alguma vez vi por completo foi o Victoria Secret Fashion Show. Também não ligo muito às fotos de street style ligadas a estes eventos. A maior parte das fotografias são de gente a usar combinações no mínimo bizarras, que até podem ficar bem nas fotos, mas que são totalmente impraticáveis na vida real (ou pelo menos na minha vida real). 

 

Tudo isto para dizer que enquanto dava uma vista de olhos à galeria da Vogue de street style da semana da moda de Moscovo deparei-me com esta fotografia.

 

Screen Shot 2017-11-03 at 23.38.28.png

 

Achei genial. É um conjunto que facilmente dá para transformar em algo usável no meu dia a dia. O conceito em si, cor sobre uma paleta neutra, é algo que eu utilizo frequentemente quando estou inspirada para usar roupas. Neste caso, calças cinzentas e uma camisola de gola alta preta com um acessório que dá um Bang! de cor. Ainda por cima azul é uma das minhas cores favoritas.

 

Este lenço deve ser especial porque fez outra aparição em Moscovo, desta vez num conjunto menos inspirador. 

 

Screen Shot 2017-11-03 at 23.38.52.png

 

Podem ver mais fotos aqui.

As Senhoras Viajam - Paris, Fortuny & Tesla

Novembro 09, 2017

Paris, a cidade da luz. A cidade do romance, da moda e da arte! A cidade da torre Eiffel, da catedral de Notre-Dame, do Arco do Triunfo, do Louvre e dos Champs Elisées! Haverá cidade mais senhorial que esta? A cada esquina há uma galeria ou um museu, as montras são obras de arte, as pessoas vestem-se com classe e estilo. Paris, a cidade onde seja dia ou seja  noite, há sempre coisas interessantes a acontecer.

 

O fim de semana passado estive em Paris para o aniversário de um amigo. Não estive em nenhum sitio emblemático. Em quatro dias, o único vislumbre que tive da torre Eiffel foi este:

20171027_161912.jpg

Apenas fiz uma atividade digna de ser relatada no blog, visitei a exposição de Mariano Fortuny no Museu da Moda da Cidade de Paris.

 

20171027_164129.jpg

O que acham da evolução do conceito de beleza feminina nos últimos 100 anos?

 

Mariano Fortuny (1871 - 1949) foi um estilista, pintor e inventor espanhol radicado em Veneza, conhecido pelos seus vestidos de seda plissados e pelos estampados em veludo. Os vestidos produzidos por Fortuny foram revolucionários ao libertarem as formas femininas, são de tal qualidade que  continuam perfeitos quase um século depois (pelo menos daquilo que dava para ver nas vitrines) e até hoje, foi impossível replicar a técnica de plissar seda utilizada por ele. Muitos dos designs são intemporais e eu, sinceramente, gostava de experimentar alguns dos vestidos. Para ficarem com uma ideia, os preço de venda dos vestidos remanescentes começa nos 14.500€ (o que equivale a 362 vestidos da Zara). 

 

A imagem a cima é da minha parte preferida da exposição. É um conjunto dos dois designs mais emblemáticos de Fortuny, um vestido Delphos e um casaco em veludo estampado. O que me impressionou foi o do contraste entre o masculino e o feminino, entre a delicadeza e leveza do vestido e a solidez protetora e aconchegante do casaco. O impacto foi ainda maior ao aperceber-me que esta composição não se limita ao séc. XX e que o conceito pode ser transposto para os dias de hoje.

 

Em relação ao Tesla mencionado no titulo, fiz um test-drive no lugar de pendura durante 40 km. Fiquei desapontada porque achava que o carro era completamente silencioso, mas afinal em autoestrada dá para ouvir o ruído do vento e dos pneus. Pelo lado positivo, fiquei deslumbrada com a condução automática. O Tesla curva sem ser preciso mexer no volante, mantém a distancia pré-definida com veículo da frente e muda de faixa só com a indicação do pisca. É carro que estou a pensar comprar quando tiver recursos financeiros dignos de uma Senhora (por este andar daqui a 50 anos).

Controlar Acne Hormonal (e outros)

Novembro 06, 2017

Ultimamente o meu acne anda-me a incomodar. Incomoda-me porque tenho 26 anos, e exceto em alguns períodos de tempo bastante reduzidos, já vivo há 14 anos com borbulhas na cara.

 

Mais uma vez decidi atacar o problema. Eu sei que o meu acne é principalmente hormonal e está relacionado com o Síndrome de Ovário Polícistico. Além disto, reparei que durante as minhas férias em Cuba, não tive nenhuma borbulha ativa. Porquê? Houve 3 diferenças principais em relação ao meu estilo de vida normal: andei a usar um creme de rosto novo; não comi nenhum lacticínio (o leite não é abundante em Cuba) e como estava de férias o meu nível de stress foi zero.

 

Penso que o acne não é apenas uma questão cutânea, mas sim um resultado de processos dentro do organismo. A única solução eficaz de longo termo é tratar a origem do problema e não apenas usar cremes que tratam os sintomas. Assim, estive a fazer pesquisa de como posso controlar o que parecem ser os principais originadores do meu acne: hormonas, lacticínios e stress.

 

Hormonas

Um dos períodos sem acne foi enquanto tomava a pílula. Foi a primeira confirmação que o meu acne está relacionado com questões hormonais. Isto foi reforçado quando o meu ginecologista me diagnosticou com PCOS, uma das características desta condição é o excesso de hormonas andrógenas e acne [1].

 

Como não quero tomar a pílula, fazer terapias hormonais ou tomar medicamentos estive à procura de alternativas "naturais". Parece que a suplementação de myo-inositol melhora as alterações hormonais relacionadas com o PCOS. A dose recomendada é de 2 a 4 gr por dia [2]

 

Parece também que o PCOS também está associado a uma maior resistência à insulina. Dietas baixas em hidratos de carbono e cetogénicas podem diminuir a insulina em jejum e diminuir a quantidade de testosterona livre [3].

 

Lacticínios

Já me tinha apercebido mais vezes da conexão entre lacticínios e borbulhas horrorosas. Enquanto estive na China e comia iogurte quase todos os dias o meu acne estava anormalmente mau (a poluição também teve culpa). Só fiquei totalmente convencida anos depois, no dia em que só comi pão com queijo ao almoço e notei um agravamento da situação da minha pele (= borbulhas horrorosas) quase imediato. Pesquisei um pouco e isto foi o que encontrei:

 

  • Os leite (principalmente o de vaca) estimula a produção de insulina e eleva os níveis de IGF-1 no sangue o que, por sua vez, estimula a produção de sebo [4]
  • O leite tem hormonas andrógenas que pode levar ao aparecimento acne [5]

 

Neste caso a única solução é não consumir lacticínios. Nada de iogurtes, queijo, natas, leite, gelados e sobremesas que usem produtos lácteos como ingredientes.

 

Stress

Nunca achei que o stress influenciasse o estado da minha pele. Também, nunca experimentei verdadeiramente stress até ao ano passado. Por enquanto esta questão está totalmente resolvida com a minha falta de emprego. Já neste post tinha abordado que o stress pode impactar o acne, mas aqui está mais uma referencia:

 

  • O stress pode influenciar a regulação do feedback nas glândulas sebáceas, induzindo o desenvolvimento de inflamação [6].

 

Quando os meus níveis de stress aumentarem sei que o exercício e a meditação me ajudam a relaxar. Também parece que um suplemento de L-Lysine tem um efeito ansiolítico, pode aliviar o stress mental e ajuda na formação de colagénio, essencial para uma pele bonita [7]. Pode haver mais suplementos/mudanças de estilo de vida que possam ter impactos significativos sobre o stress e acne, mas eu não pesquisei o assunto com maior profundidade. 

 

Plano de ação:

Comecei por implementar o mais fácil. Mentalizei-me e eliminei por completo os lacticínios da minha alimentação. Desde Setembro, e até ao Natal, tenho evitado por completo queijos deliciosos, manteiga, iogurtes (que substituí por iogurtes de soja), etc. O mais difícil é evitar lacticínios misturados em sobremesas e comidas preparadas. No outro estive a enfardar húmus, e quando li a lista de ingredientes vi que tinha leite na composição. Claro que umas horas depois tinha uma borbulha na bochecha esquerda. Desde que deixei os lacticínios, a comida de que tenho mais saudades é pizza, pizza cheia de queijo a derreter.

 

 

Não tenho qualquer formação na área de saúde. Todas as informações presentes neste artigo vêm das fontes acima. Podem haver erros de tradução. Falem com o vosso medico/dermatologista antes de iniciarem qualquer tipo de tratamento para o acne. Escrevo por recreação, declino qualquer tipo de responsabilidade pelo uso da informação aqui presente.

 

[1] BUNKER, C.B., NEWTON, J. A., KILBORN, J., PATEL, A., CONWAY, G.S., JACOBS, H.S., GREAVES, M.W. and DOWD, P. M. 1989.  Most women with acne have polycystic ovaries.

[2] Costantino, D., et al. "Metabolic and hormonal effects of myo-inositol in women with polycystic ovary syndrome: a double-blind trial." Eur Rev Med Pharmacol Sci 13.2 (2009): 105-110.

[3] Mavropoulos, John C., et al. "The effects of a low-carbohydrate, ketogenic diet on the polycystic ovary syndrome: a pilot study." Nutrition & metabolism 2.1 (2005): 35.

[4] Melnik, B.C. and Schmitz, G., 2009. Role of insulin, insulin-like growth factor-1, hyperglycaemic food and milk consumption in the pathogenesis of acne vulgaris.

[5] Bowe, W., Patel, N., & Logan, A. 2014). Acne vulgaris, probiotics and the gut-brain-skin axis: from anecdote to translational medicine. 

[6] Zouboulis ChC. 2004.  Neuroendocrine regulation of sebocytes – a pathogenetic link between stress and acne.

[7] Singh, Meenu et al. 2011 Medicinal Uses of L-Lysine: Past and Future.

As Senhoras não se Aborrecem

Novembro 03, 2017

O aborrecimento é um sentimento bastante desagradável. É também um sentimento complexo, com todo um espectro de nuances. Há dias em que sofro de um tipo especial de aborrecimento, o aborrecimento em que sei que tenho coisas para fazer, mas não tenho nem motivação nem energia para me dedicar a elas.

 

Para me animar, decidi compilar uma lista de coisas que requerem pouca força de vontade, mas que podem combater este aborrecido sentimento.

 

1. Sites sugadores-de-vida

O mais fácil e acessível para ocupar o tempo são os sites que entram na categoria “sugadores-de-vida”.  Basicamente, são sites que entretêm mas que, na minha perspetiva, não trazem nada de positivo. Nesta categoria incluo sites como o Facebook, 9Gag, Buzzfeed, Youtube. Certamente há outros sites/apps/joguinhos, mas eu tento evitá-los.

 

Às vezes desperdiço horas de vida nestes sites, mas ao fim de algum tempo sinto-me ainda mais aborrecida e descontente comigo mesma.

 

2. Ver séries

Ver séries é um entretenimento que requer pouca energia, ocupa o tempo de uma forma aprazível, e possibilita a vivencia de sentimentos em segunda mão. Com pouco ou nenhum investimento energético e monetário as séries fazem rir, chorar, sentir entusiasmo ou medo. Com o tempo é possível desenvolver uma certa “afinidade” com os personagens.

 

A contraindicação das séries é o efeito viciante. Eu, quando fico viciada, não consigo fazer nada produtivo enquanto não ver todos os episódios disponíveis.

 

Sugestões

Comédia

Estes dois títulos já estão por aqui há tanto tempo que dispensam apresentações. Fazem rir, não requerem esforço mental e os episódios são curtos.

 

 The Big Bang Theory (A teoria do Big Bang)

 Modern Family (Uma Família Muito Moderna)

Fantasia

American Gods 

 

Eu já tinha lido o livro há uns anos, e estava curiosa para ver a série. As minhas expectativas não foram defraudadas, a historia é bem contada, fiel ao livro, mas com uma série de detalhes extras interessantes e bem conseguidos.

 

Para ficarem com uma ideia, o vídeo a baixo é uma das minhas cenas favoritas da primeira temporada. Afinal o American Gods é sobre deuses, e acho que a série faz um trabalho excecional na forma as diferentes religiões. A cena não está relacionada com o enredo principal, portanto podem ver sem medo de spoilers.

 

 

Drama

Because it is My First Life

Das 4 séries que sugiro, esta é aquela com que me identifico mais. É divertida, mas ao mesmo tempo aborda questões essenciais a um jovem adulto, como encontrar casa, realizar (ou não) os sonhos de juventude, o significado do casamento, etc.  Como é um drama coreano (o primeiro que vejo) há todo um aspeto de descobrir uma nova cultura que é muito refrescante em relação aos clichés das séries americanas.

 

3. Ler

Ler é algo que requer um pouco mais de força de vontade. Eu gosto muito de ler, portanto não é um esforço muito grande, basta apenas escolher bem o livro. O que requer menos esforço são livros de banda desenhada. Estou a começar a descobrir todo um mundo de webcomics gratuitos, deixem um comentário se quiserem que eu partilhe a minha lista de leitura. No nível seguinte estão os romances “cor de rosa”. Nesta categoria os meus autores favoritos são a Nora Roberts e Nicolas Sparks. Se estiver mesmo com coragem posso ler um dos livros na minha lista para 2017.

 

4. Limpezas & organização

Fazer limpezas ou organizar coisas é algo produtivo e que ocupa o tempo de forma flexível. Uma limpeza profunda pode demorar horas, mas organizar uma gaveta demora apenas 10 minutos. É também uma atividade que posso fazer sem nenhum sentimento de culpa e que me deixa com um sentimento de missão cumprida quando termino.

 

Por exemplo como hoje sofri de um forte aborrecimento, varri o chão, fiz a cama de lavado, lavei a loiça, lavei umas botas e umas calças de caminhar à mão e limpei a casa de banho. Se amanhã me sentir aborrecida ainda tenho prateleiras e calçado para organizar.

 

5. Ir para a cama cedo

Quando não há mais nada para fazer e se tem sono é uma boa maneira de ocupar o tempo e descansar. Pode ser que o aborrecimento tenha desaparecido na manhã seguinte.

 

Eu nunca consigo cumprir esta sugestão, mas sinceramente, às vezes tenho sonhos mais interessantes do que a minha vida real.

 

E vocês, o que fazem quando estão aborrecidos?

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D