Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A primeira parte do post está aqui.

Photo on 4-25-18 at 18.10.jpg

Limpeza

Ao nível da limpeza estou estabilizada. Nos raros dias em que uso maquilhagem limpo primeiro com o óleo de limpeza da Claudalie (que tem durado uma eternidade). Depois uso um gel de limpeza da Ducray* para peles com tendência acneica. 

 

Três pontos importantes ao escolher os vossos agentes de limpeza. O óleo não deve conter óleos minerais (aka parafin, petrolatum, ect) porque pode obstruir os poros. Se utilizarem um gel de limpeza, este não deve conter Sodium Laureth Sulfate e deve ter um ph ácido. 

  

Ácido / Tónico / Esfoliante

O tónico ou ácido têm um efeito esfoliante, poros ficam limpos e a pele fica mais uniforme. Uma vez que a esfoliação é química o resultado é mais uniforme e menos agressivo para a pele.

 

Como a minha pele é sensível, uso o ácido salicílico da The Ordinary apenas 3 vezes por semana. Uso um disco de algodão para fazer a aplicação e, desde que o comecei a fazer, noto que a minha pele deixou de estar avermelhada no dia depois de usar o ácido.

 

Água

Eu sei que mostrei alguma descrença no efeito de borrifar a cara com água cara, mas é verdade é que noto uma ligeira diferença. É muito mais fácil espalhar cremes numa cara húmida que numa pele perfeitamente enxuta. Tenho andado a usar a Eau de Vigne de Claudalie*.

 

Creme de Olhos

A comprar urgentemente, não estou a ficar mais nova nem com menos rugas! Ainda não me dediquei a procurar intensamente, mas quero algo que não seja caro, que não tenha silicones, que seja hidratante e que faça efeito. Alguém tem recomendações?

 

Ando a pensar neste* mas ainda não estou 100% convencida

 

Sérum / Óleos / Essências

Recentemente tenho usado 3 produtos nesta categoria: o Ácido Hialuronico da The Ordinary; o Buffet também da The Ordinary e a Essência Hydraliane da SVR.

 

Usei o Ácido Hialuronico da The Ordinary durante uns meses, no Outono/Inverno, e acho que teve o efeito exatamente oposto na minha pele. Penso que o facto de passar a grande maioria do tempo em espaços aquecidos e muito secos faz com que não haja humidade suficiente na atmosfera para que o ácido hialuronico funcione de maneira apropriada. Quando deixei de usar este sérum passei imediatamente para o Buffet.

 

O Buffet da The Ordinary é um sérum com muitas coisas boas misturadas, incluindo peptídeos. De há 2 meses para cá que uso este sérum à noite, nos dias em que não uso Ácido Salicílico e, apesar de não conseguir especificar o exatamente o efeito deste sérum na minha pele, houve uma melhoria positiva.

 

A mais recente inclusão na minha rotina foi a Essência Hydraliane da SVR. O produto vem num frasco azul e é muito fluido, aplico-o todos os dias à noite e de manhã quando sinto a minha pele mais desidratada. Como o comecei a usar há pouco tempo ainda não tenho uma opinião formada, mas se quiserem daqui a umas semanas posso escrever um post com uma análise dos ingredientes.

 

Não preciso de adicionar nenhum produto nesta fase da minha rotina, mas se quisesse experimentar coisas novas adicionava ou um Roseship Oil ou/e um sérum de niacinamida da The Ordinary.

 

Creme Hidratante

Foi difícil arranjar um substituto para o meu mui amado Sensifiane da SVR. Quando a embalagem que estava a usar acabou comecei a usar o meu creme de corpo (que não tem silicones, tem niacinamida, mas é rico de mais para a minha pele). Fiz algumas pesquisas, passei algum tempo na farmácia a ler rótulos e segui o conselho da Caroline Hirons de escolher um creme de rosto de acordo com o tipo de pele e de não gastar demasiados €€ neste passo da rotina. Acabei por me decidir pelo Sensidiane da Noreva*.

 

Protetor Solar

Confesso que não uso protetor no dia a dia. Ainda não me informei sobre os benefícios do protetor vs absorção de vitamina D.

 

Os links com (*) são afiliados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fui a Portugal na Páscoa e a minha mãe, o meu irmão, a minha tia e a minha esteticista elogiaram a minha pele :) Devo estar a fazer alguma coisa de correto, portanto quero partilhar convosco a minha rotina de pele e os passos que tomei para a desenhar.

 

Comecei por fazer um auto diagnóstico. Aqui podem ler artigo de alguém que é muito mais educado no assunto que eu mas, de maneira resumida, a pele pode ser a ser classificada em 4 tipos (normal, seca, oleosa, mista) e 5 estados (desidratada, sensível, hiperpigmentada, envelhecida, acne, rosácea). Para complicar, cada zona do rosto pode ser de um tipo diferente e ter estados diferentes.

 

A minha pele é quase tudo. O tamanho dos meus poros na testa, nariz, queixo e bochechas é o sinal típico de pele oleosa nestas zonas. As linhas finas entre os poros são um sintoma de desidratação. Apesar dos meus esforços continuo a ter umas borbulhas de vez em quando. Começo a ter rugas nas zonas dos olhos. E, a cereja no topo do bolo, é a sensibilidade que se manifesta com a facilidade com que fico vermelha.

Screen Shot 2018-04-18 at 13.19.02.png 

Depois deste primeiro passo a identificar as os tipos e estados da minha pele comecei a pensar numa rotina. A minha fonte de informação foi a Caroline Hirons, tanto para saber que aspetos tratar primeiro como também para saber quais os diferentes passos e tipos de produtos que devem ser incluídos numa uma rotina de pele.

 

De acordo com a CH uma rotina de pele deve ter os seguintes passos: limpeza (dupla à noite), esfoliação, spray hidratante, creme de olhos, sérum/óleos, creme hidratante, protetor (apenas de manhã). Em relação aos problemas a tratar, a ordem de prioridade é a seguinte: sensibilidade > desidratação > oleosidade > acne.

 

Picture1.png

Icons daqui 

 

No próximo post falarei dos produtos que uso em casa fase da minha rotina de pele. Hoje quero apenas falar-vos de algumas mudanças que, apesar de não estarem diretamente relacionadas com a minha rotina de pele, me ajudaram a atingir uma tez mais elogiosa. 

 

Deixei de molhar a cara no chuveiro

Eu gosto de tomar banho com muito água quente e inevitavelmente molhava a cara, principalmente ao encher a boca de água (eu sei que é um hábito estranho). Como a água demasiado quente compromete a barreira da pele, decidi deixar este mau hábito. Simplesmente comecei a lavar os dentes antes do duche e deixei de molhar a cara no banho. A minha pele agradece. 

 

Deixei de comer lacticínios

Pode parecer estranho, mas os lacticínios interferem de maneira indireta com a produção de sebo e hormonal, o que pode resultar em acne. A explicação longa com referências cientificas está aqui

 

Deixei de usar produtos com silicone ou óleo mineral

O silicone (aka dimethiconecyclopentasiloxane, etc) e o óleo mineral (aka parafin, petrolatum, etc) podem obstruir os poros, e são dois ingredientes a ser evitados por pessoas com pele acneica. Já aqui narrei a minha difícil procura por um creme de rosto sem silicones. O que ainda não tinha partilhado é que também não uso cremes de corpo com silicones ou óleos minerais. O condicionador de cabelo também não contém silicones.

 

Amanhã publico um post com os produtos que uso em casa fase da minha rotina.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu tentei conversar com o Momé. Tentei dizer: a metade da tua cara que não esta coberta de pilosidades precisa de ser hidratada. Tentei dizer: estás a ficar com rugas na testa, tens de usar creme. Pensei em oferecer-lhe um hidratante de rosto, mas sei que se a iniciativa partisse de mim o creme ia ficar a apanhar pó até que ficasse fora de validade.

 

Como esta missão parecia impossível, pedi ajuda aos Fab 5!

 

56448_w840h0_1517494014queer-eye-2.jpg

 

Uma temporada inteira, a ouvir (voluntariamente) 5 homens homosexuais a dizer é preciso fazer um esforço, tens de tomar conta de ti, fizeram o efeito necessário. Eu e o Momé fomos à farmácia da esquina onde ele voluntariamente comprou um creme de rosto. O melhor é que o anda a utilizar mais ou menos regularmente!

 

Obrigado Netflix!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

É fácil pensar em independência financeira, sobretudo se for sobre conceitos abstratos e motivações. Pensar é importante, sonhar é importante e é também importante definir razões e porquês. Mas agora que esta fase introdutória esta concluída é preciso passar à ação.

 

Hoje proponho que começem a anotar as vossas despesas. Tal como uma empresa tem um sistema para registar todos os custos e proveitos (também conhecido como contabilidade), nós como indivíduos também precisamos de ter um sistema para apontar despesas e rendimentos. 

 

Podem optar por várias ferramentas:

 

1. Apontar tudo num caderno 

Há quem goste do analógico. Eu já tentei algumas vezes, mas não dá para classificar despesas, fazer análises, ou somar tudo com facilidade. 

 

2. Usar Excel 

Muito flexível, dá para fazer análises e gráficos. O único senão é que é preciso esperar até estar em casa para apontar tudo e alguns gastos podem ser esquecidos.

 

3. Usar uma aplicação  

Para mim esta a solução mais conveniente. Podem apontar as despesas na hora, ou mesmo sincronizar automaticamente com a vossa conta bancária.  

a) TOSHL - é a aplicação que eu uso. Tenho acesso ao TOSHL no meu computador ou no telemóvel. Com a  versão gratuita, as despesas têm de ser registadas manualmente, apenas dá para seguir os custos de um orçamento e seguir duas contas em simultâneo.  

b) Boonzi - tem uma versão gratuita de 30 dias e depois é necessário pagar 35.91€. É uma aplicação portuguesa, que é compatível com a maioria dos bancos nacionais. Os dados vêm de extratos bancários (mais fácil do que apontar tudo) e as despesas são categorizadas automaticamente.  

c) Outros - No Google Play existem dezenas de aplicações de finanças pessoais, apenas têm de encontrar uma que gostem e utilizem regularmente. 

 

A minha sugestão para o mês de Abril é que comecem a apontar todas as vossas despesas.  

 

Automotive (1).png

 

Se algum dos 6 leitores deste blog fizer um comentário demonstrando interesse, faço um post a explicar como uso o Toshl ou como fiz o Momé usar o Boonzi.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

03
Abr18

Quaresma II

Este ano tinha decidido meditar todos os dias da Quaresma, tal como tinha escrito aqui.

 

Comecei por meditar na cama, mas acabava sempre por não me conseguir concentrar e adormecer a meio. Depois decidi tornar a meditação uma parte da minha rotina de noite e meditar na casa de banho. Confesso que o tampo da sanita não é o sitio mais confortável e que há muitos ruídos esquisitos, mas até mantive uma prática regular. Depois viajei, fiquei sem a subscrição premium do Headspace e a minha vontade fraquejou. Recomecei, mas só tive disciplina durante mais uns dias e entretanto a Quaresma acabou. 

 Fonte: Miley Cyrus

 

Mais alguém tentou implementar uma prática de meditação? Têm dicas que possam partilhar?

 

 

Boa Páscoa!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2017
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2016
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2015
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2014
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2013
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2012
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ
  92. 2011
  93. JAN
  94. FEV
  95. MAR
  96. ABR
  97. MAI
  98. JUN
  99. JUL
  100. AGO
  101. SET
  102. OUT
  103. NOV
  104. DEZ
  105. 2010
  106. JAN
  107. FEV
  108. MAR
  109. ABR
  110. MAI
  111. JUN
  112. JUL
  113. AGO
  114. SET
  115. OUT
  116. NOV
  117. DEZ