Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Adeus 2018

Dezembro 29, 2018

À primeira vista 2018 foi um ano chato. Não aconteceu nada de excitante. Passei muitos dias aborrecida. Percebi que a vida não é algo que vai acontecer no futuro, depois de acabar de estudar, depois de mudar de país, depois de...Percebi que minha vida é agora, que não vai haver nenhum depois e que se não estou satisfeita, tenho que mudar aquilo que tem de ser mudado. Deve ser isto, ser adulta.

 

Pela primeira vez, desde que saí de casa dos meus pais para ir para a universidade (em 2009), vivi um ano completo na mesma cidade e na mesma casa. 

 

Comecei o emprego mais bem pago da minha vida. A minha autoconfiança profissional aumentou. Estive envolvida nalguns projetos, na minha área mas fora do emprego, muito gratificantes. Restabeleci as minhas poupanças e quase que tenho um fundo de emergência no nível ideal.

 

Realizei o sonho de fazer uma grande viagem à boleia. Realizei o sonho de aprender a esquiar. Comprei um Kindle (que estava na minha lista de desejos há anos). Participei no Nanowrimo (ainda que com pouco sucesso). Escrevi no blog todos os meses do ano.

 

2018 foi um ano de consolidação.

Boas Festas!

Bullet Journal 2018

Dezembro 21, 2018

Este foi o primeiro ano em que usei consistentemente uma agenda do início ao fim do ano. Não usei uma agenda no sentido tradicional do termo, usei um caderno de argolas com folhas brancas (aquele que tinha a melhor relação preço-beleza), que utilizei como bullet journal.

Como não vi este vídeo antes de começar, organizei o meu bullet journal da maneira que me apeteceu.

 

Página 1 Boas vindas ao ano que esta a chegar + palavra do ano

Página 2 Objetivos para 2018 (assim olho para eles frequentemente e motivo-me)

Página 3 Livros que li durante o ano (que no meu caso está na página 9 porque só me lembrei mais tarde)

Design sem nome (1).png

 

De Janeiro a Maio estive muito motivada, criei uma página por mês com objetivos mensais, todas as semanas organizei menus semanais, o trabalho do blog e, no fim de cada mês, escrevi uma avaliação de como correu o meu mês.

 

Página M Calendário do mês + objetivos de para o mês

Página M+1 Detalhe diário de todo os mês com os fins de semana assinalados

Página seguintes tarefas e notas da semana (relacionadas com o blog, menus semanais, planeamento de viagens, com objetivos que quero atingir ou com a burocracias inerentes a ser humana na sociedade ocidental)

Última página do mês avaliação do mês que passou

Design sem nome (2).png

Em Junho não escrevi absolutamente nada.

 

Em Julho tentei recomeçar. E depois continuei mais ou menos ao acaso. Desisti de fazer páginas mensais e comecei a fazer um registo semanal. Passei da semana 32 até à semana 46 sem escrever uma única palavra. Tenho algumas páginas de questionamentos existenciais/profissionais. A ultima semana em que tirei notas foi na semana 48.  

 

Em 2018 aprendi que sou mais produtiva quando uso o bullet journal e que me sinto mais descansada quando escrevo as tarefas que tenho a fazer em vez de as guardar na cabeça. Em 2019 quero fazer melhor. Vou adicionar mais algumas páginas (calendário anual e future log). Ando a pesquisar ideias e a pensar numa forma de me motivar o ano todo. Também estou a pensar numa maneira de capturar vários interesses numa única agenda.

Livros que li em 2018

Dezembro 16, 2018

Screen Shot 2018-12-16 at 21.42.26.png

1. Grain Brain, David Perlmutter

Sobre os efeitos do glúten no cérebro.

2. Come as you Are, Emily Nagoski

Recomendo a todas as mulheres e todos os homens que têm relações sexuais com mulheres.

3. To Kill a Mockingbird, Harper Lee

Porque me fartei de livros digitais e tinha este em casa.

4. Ravage, René Barjavel

Ficção científica à francesa.

5. Man's Search for Meaning, Viktor E. Frankl

Porque estava à procura de sentido (e achei, mais ou menos).

6. L'Étranger, Alberto Camus

Um clássico francês. Não gostei.

7. The Tenant of Wildfell Hall, Anne Brontë

Outro livro em papel que tinha cá em casa.

8. Contos, Eça de Queirós

O meu autor favorito. Tento ler um livro de Eça por ano.

9. The Perfect Hope, Nora Roberts

Porque às vezes gosto de literatura cor-de-rosa.

10. O Jogo do Dinheiro, Tony Robbins

A minha review aqui.

11. Famille Zéro Déchet, Thierry Souccar

Ainda não acabei.

12. The Buried Giant, Kazuo Ishiguro

Porque queria ser culta e ler um Nobel da Literatura.

13. Ghost Flight, Bear Grylls

Muita ação e técnicas de sobrevivência, tipo literatura cor-de-rosa para homens.

14. Capitalism without Capital, Jonathan Haskel and Stian Westlake

Porque quis ler algo académico e diferente do que costumo ler.

15. La Magie du Rangement, Marie Kondo

A minha aventura de destralhamento aqui.

16. The Stranger in the Woods, Michael Finkel

Não tinha mais nada que ler no comboio.

17. The Perennial Philosophy, Aldous Huxley

Ainda não acabei.

18. Stealing Sawyer, Samantha Christy

Não tinha mais nada que ler no comboio.

19. Tools of Titans, Tim Ferris

Quando acabar estou a pensar fazer uma review deste livro.

20. La Petit Fille de Monsieur Linh, Philippe Claudel

Estou quase a acabar.

O Nanowrimo chegou ao fim

Dezembro 05, 2018

Escrevi 13.752 palavras

Aprendi que para chegar ao fim do Nanowrimo, escrever tem de ser algo que faz parte da rotina. Para a próxima vou agendar uma hora específica para escrever todos os dias. Também percebi que se tiver uma estrutura consigo forçar-me a escrever 1.000 palavras de cada vez, mas se estiver a inventar só consigo escrever 500 palavras. Provavelmente participo de novo no próximo Novembro mas até lá, 100% da minha dedicação à escrita, vai para este blog. 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D