Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Decoração para Iniciantes

Julho 31, 2020

Pela primeira vez na vida decidi decorar o espaço onde vivo. Foi o resultado de uma conjugação única de espaço suficiente, disponibilidade financeira e vontade de viver num sitio agradável que contribua para me sentir melhor.

Escrevi o primeiro rascunho deste artigo no início do ano, enquanto me estava a educar sobre decoração. Vários meses depois, acho que já percebo um bocadinho do assunto e pus em prática os meus conhecimentos ao decorar um quarto e uma casa de banho. Neste artigo quero partilhar convosco algumas ideias chave sobre decoração. Pode ser que faça um segundo artigo com o antes e o depois dos dois espaços que decorei.

0. Destralhar

Não vale a pena fazer esforços cosméticos quando se vive no meio da tralha. Para mim, o primeiro passo é sempre destralhar.

 

1. Desenvolver sensibilidade estética

Da mesma forma que andar vestido e ter um sentido de estilo pessoal não é inato, e é algo que é preciso trabalhar e apurar, também é preciso desenvolver uma sensibilidade estética para a decoração. Nos dois casos o processo é semelhante, é preciso estar exposto ao máximo de conteúdo visual possível. Aqui está uma lista daquilo que fiz:

  • Vi muitos vídeos no Youtube de "bedroom makeovers” em estilos diferentes
  • Comecei a jogar "Design Home" no telemóvel
  • Vi um reality show de decoração no Netflix
  • Subscrevi sub-Reddits de decoração  r/DesignMyRoom/ r/AmateurRoomPorn r/InteriorDesign/
  • Li alguns artigos
  • Visitei lojas de mobília e decoração, principalmente online (Ikea, made.com)
  • Criei um board no Pinterest e comecei a guardar imagens de que gostava

Demorei um pouco de tempo até perceber o que gostava realmente e o que funcionava para mim e para o meu estilo de vida. Lá por uma imagem do Pinterest parecer maravilhosa, não quer dizer que adeque à minha vida. E foi difícil perceber a diferença entre gosto, mas-fica-bem-na-casa-dos-outros e o gosto, funciona-na-minha-vida-e-quero-olhar-para-isto-todos-os-dias.

 

2. Pensar na função da divisão

Na minha perspetiva uma casa, acima de tudo, é para ser vivida. Não vale a pena ter uma casa que fica bonita nas fotografias, se depois não é funcional. O design tem de contribuir para evitar as pequenas fricções do dia a dia e facilitar a vida das pessoas que ocupam o espaço.

Por exemplo, aqui estão as funções de duas divisões:

  • Quarto: dormir, ler, guardar roupa, fazer esticamentos, usar o computador
  • Casa de banho: necessidades fisiológicas, tomar banho, lavar as mãos, lavar a cara, guardar atoalhados e cremes para o rosto que estão em uso, pôr a roupa suja

 

3. Arrumar a mobília de forma a potencializar a função da divisão

A mobília deve estar colocada de forma a que seja fácil executar as funções de cada divisão. Quando já se tem mobília, nada como arrastar tudo de um lado para o outro, testar vários posicionamentos e ver o que funciona melhor.

Quando não se tem mobília, ou se quer imaginar o efeito de uma nova peça, este site pode dar um ajuda. É gratuito, dá para criar uma divisão com o tamanho personalizado, adicionar mobília, e ver como é que mobílias de diferentes tamanhos, organizadas de diferentes formas jogam entre si.

Aqui estão algumas dicas sobre posicionamento de mobília 

  • Evitar encostar todas as peças mobília às paredes
  • Encostar a cama a uma parede, centrada, e de preferência de frente para a porta
  • Guardar a loiça num sitio que seja acessível quando a máquina de lavar está aberta (demorei 2 semanas até perceber esta)

 

4. Definir o ambiente do espaço

Depois de pensar na função é importante pensar no tipo de ambiente que querem sentir em cada divisão. Por exemplo, eu gosto de quartos calmos, minimalistas, mas acolhedores e relaxantes. Em casas de banho gosto de sentir energia, ter uma luz que me favoreça e de ter apenas o essencial.

Muitas vezes, o mais fácil é traduzir um ambiente num estilo específico. Eu acho que, para além de replicar um estilo, é importante pensar no que já têm em casa (e tentar reaproveitar ao máximo) e também refletir em cores, texturas, iluminação e peças chave.

  • Estilo

Identificar um estilo de que gostam facilita muito o processo de encontrar inspiração, porque se passa saber o nome e as palavras chaves a pesquisar. Eu fiz alguns “testes” (1, 2) para perceber o que gostava. Não foi a solução imediata para saber como decorar o sitio onde vivo, mas foi um ponto de partida para afinar os meus quadros de inspiração no Pinterest. A titulo de exemplo, aqui estão algumas fotos de estilos de decoração populares.

Modern Home

Open Plan Bedroom Decorate Design

Camp Hill Property Styling

(Estilo Moderno / Contemporaneo / Minimalista. Imagens daqui.)

  • Cores

Alguns estilos têm um conjunto de cores diretamente associadas, por exemplo o branco e o estilo escandinavo. Outros estilos são mais flexíveis. As cores influenciam o ambiente da divisão, a forma como a luz interage com o espaço e até pode influenciar o humor das pessoas que aí vivem. Aqui está um link que explica um pouco o impacto de cada de cada cor. A titulo de exemplo pessoal, o amarelo é uma cor que me irrita.

A maioria das pessoas não vai decorar uma divisão apenas com uma única cor. Regra geral, a internet recomenda usar um rácio de cores de 60% - 30% - 10%. Uma cor principal que ocupe 60% da divisão (ex. paredes), uma cor secundária com uma representação de 30% (ex. mobília), e uma cor acentuar que apenas ocupa 10% do espaço (ex. bibelots).

Se precisarem de procurar tintas de todas as cores, este site ajudou-me bastante. 

  • Texturas & Padrões

Além das cores também dá para jogar com texturas e padrões para obter o ambiente desejado. Nas paredes a solução mais óbvia para acrescentar padrões e texturas é utilizar papel de parede.

Na mobília é possível optar por acabamentos metálicos, em madeira, em vidro ou em pedra para trazer dimensão à divisão. A nível têxtil, opções diferentes transmitem sensações diferentes. Acho que o algodão dá um ar neutro e discreto. Enquanto que o linho, veludo ou mesmo lã são têxteis (a meu ver) com mais personalidade.

O padrões podem ser incorporados em acessórios como tapetes, almofadas, quadros, dependendo do gosto de casa um.

  • Iluminação

A iluminação é um pouco como as cores, tipos de luz diferente fazem efeitos diferentes. Para mim luz quente (entre 2700k e 4000k) torna o ambiente mais acolhedor e agradável, enquanto que luz fria (entre 4000k e 6500k) inspira-me a ser produtiva. Depois há as luzes para efeitos específicos, por exemplos focos de luz para ler, velas ou candeeiros de sal para um efeito relaxante, luzinhas LED para decorar. 

Com soluções de domótica mais acessíveis, também é possível ter luzes onde dá para ajustar a intensidade, que se desligam automaticamente ou que se controlam pelo telemóvel. É uma área que eu não conheço, mas quero explorar. 

  • Peças chave

Se estão perdidos em relação estilos ou cores podem começar por uma peça de mobília ou de decoração de que gostem muito e construir o resto a divisão em torno dessa peça.

 

5. Concretizar o ambiente, respeitando o layout, a função da divisão e um orçamento

Enquanto que as etapas anteriores foram de preparação e conceptualização, este é o passo em que o imaginado se torna realidade. É o verdadeiro decorar. Isto pode passar por pintar, fazer alterações a moveis, comprar peças, pendurar quadros, mudar mil vezes o sitio de decorações, etc.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D