Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Passei o fim de semana em em Malmö, uma cidade no sul da Suécia.

 

Foi uma viagem estranha, o céu esteve sempre cinzento e nunca me senti tão estrangeira como lá. Na Suécia tudo é deliberado e desenhado de maneira ótima. Os edifícios são quadrados para aproveitar o espaço, com janelas grandes para deixar entrar a pouca luz do sol. A comida é simples, sabor e saúde são o foco de cada prato, e há opções vegan em todos os restaurantes. Os espaços interiores são agradáveis, bem decorados e transmitem conforto. Não tirei uma única foto.

 

A atividade Senhorial desta viagem foi correr as lojas de roupa e tentar perceber o estilo Nórdico. A minha percepção é que a  maioria roupas é de cor simples, com poucos padrões e o foco está nos cortes. Deixo-vos as minhas peças favoritas, que quase comprei. 

40AP8N2SMQ_89873000_ahlens_front.jpg

WERA Stockholm

 

Picture1.png 

 WEEKDAY

  

Post escrito na Dinamarca, editado na Suiça e publicado em França. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Fevereiro foi marcado por uma falta de disciplina geral e pela infrequência de posts no blog. Também não cumpri o desafio do Pedro Correia de Fevereiro. No mês passado, o desafio era comer proteína a todas as refeições. Quando planeio as minhas refeições faço-o de maneira a comer uma porção proteína, mas há dias em que acabo por comer coisas aleatórias. Conclusão, preciso de fazer um plano alimentar com pés e cabeça. Até porque desde o inicio do ano já perdi 5 kg, e agora está na altura de ganhar mais músculo, o que implica comer melhor.

 

Neste mês de Março, que já começou à 11 dias atrás, o desafio é mover o corpo

exercise-posters.jpg

Este é um desafio fácil, não tenho de ajustar nada no meu estilo de vida.

  • De Segunda a Sexta ando cerca de 30 minutos (vou e volto a pé do trabalho)
  • Segundas, Quartas e Quintas faço duas horas de desporto
  • Sábado e Domingo tento sempre fazer algum tipo de atividade física. Normalmente varia entre andar a pé, nadar, correr ou esquiar

 

E vocês? Como está o vosso nível de movimento diário?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Tal como para qualquer outra mudança de estilo de vida, antes de começar a jornada para a independência financeira é importante ter motivações claras. É importante encontrar um porquê que dê força nos momentos em que a motivação escasseia e que assegure que estamos a seguir o rumo certo, mesmo que ninguém compreenda as nossas escolhas.

 

Sugiro que façam o exercício descrito a baixo e que tomem algumas notas. Quando precisarem de motivação extra, podem sempre voltar ao que escreveram.

 

1. Pensem na vossa vida até aos dias de hoje

Qual é a vossa relação com o dinheiro? Em que alturas é que o dinheiro foi um constrangimento? Que escolhas deixaram de fazer? Em que momentos foi uma fonte de stress? Pelo lado positivo, em que situações é que o dinheiro foi uma fonte de alegria? Em que momentos sentiram o dinheiro proporcionou alivio?

 

2. Leiam os post de Fevereiro com atenção

 

3. Imaginem a vossa vida se fossem financeiramente independentes

Que sentimentos associam à independência financeira? Como seria uma vida sem stress financeiro e sem preocupações em pagar contas? Como ir iriam ocupar o vosso tempo? Continuariam no mesmo emprego? Que sonhos adiados iriam realizar?

 

4. Escrevam as vossas motivações para atingir a independência financeira

 

Só posso mudar minha vida. Ninguém pode fazer

 

Eu sempre tive uma vida confortável. Vivo num apartamento suficientemente grande para dois, com varanda, banheira e móveis modernos de madeira maciça. Como todos os dias comida nutritiva, saudável e saborosa (dentro das minhas limitações culinárias). Tenho calçado e roupa bonita & confortável em quantidade suficiente. Não tenho carro, mas posso caminhar para o trabalho ou para o centro da cidade em menos de 15 minutos. Se quiser viajar até mais longe posso apanhar um comboio, um autocarro, uma bicicleta ou uma boleia. Consigo voltar a Portugal com a frequência desejada (graças a paitrocínios).

 

Se tivesse mais rendimentos o que ia mudar?

  • Comprava mais algumas roupas (camisola de merino vermelha e casaco de penas da Uniqlo)*
  • Viajava mais
  • Comprava um Kobo e um telemóvel melhorzinho
  • Tinha alguém a fazer limpeza uma vez por semana

 

No fundo, nada fundamental ia mudar. Os pontos referidos a cima, podem ser atingidos com o meu nível atual de rendimentos, apenas necessitam de um pouco de planeamento e organização. Claro que um aumento de rendimentos será sempre bem-vindo, mas a verdade é que comprar mais coisas não vai influenciar ou meu nível de conforto ou de felicidade. Daí que o meu objetivo não seja ser milionária, como já tinha escrito anteriormente, mas sim ser financeiramente independente. 

 

Agora, quando for financeiramente independente, o que vai mudar?

¤ Não serei dependente de nada nem ninguém para fazer face às minhas despesas

¤ Se algo menos bom acontecer terei dinheiro suficiente

¤ Posso esperar até encontrar um emprego que goste verdadeiramente

¤ Terei liberdade para poder viajar / estudar / fazer voluntariado quando me apetecer

 

Como podem ler, as minhas motivações para atingir a independência financeira são muito mais fortes que simplesmente comprar mais coisas. Para mim independência financeira significa Liberdade e Segurança.

 

Liberdade para poder escolher, sem que o dinheiro seja um constrangimento. Liberdade para fazer períodos de “mini-reforma”. Liberdade para escolher empregos estranhos, sem que a remuneração seja um fator de escolha.

 

Segurança porque sei o meu nível de vida está assegurado. Segurança porque sei que no futuro terei uma reforma, mesmo que o Estado não me pague. Segurança porque sei posso voltar a Portugal numa emergência, ou pagar uma despesa médica, ou ajudar um familiar. 

 

Se a independência financeira me vai fazer mais feliz? Não sei. Mas espero que me traga paz de espírito e liberdade.

 

(*) Entre o momento em que escrevi o primeiro rascunho do post e hoje comprei estas duas peças.

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Fev18

Quaresma

Começou a quaresma. A igreja católica assinala o período de 40 dias que Jesus passou no deserto com recolhimento, reflexão e penitência. Citando uma igreja anónima: “A Quaresma é o momento favorável para intensificarmos a vida espiritual através dos meios santos que a Igreja nos propõe: o jejum, a oração e a esmola”.

 

Para as Senhoras que não são católicas, ou que acham que a vida é demasiado saborosa para fazer penitências e jejum, a quaresma não deixa de ser um período interessante para o desenvolvimento pessoal. É uma boa altura para testar limites, para implementar novos hábitos, doar mais, ou para desenvolver uma vida espiritual.

 

A quaresma é periodo um particularmente bom para tentar algo que nos torne melhores. É período definido, 40 dias é um período longo suficiente para levar a mudanças de comportamento, mas curto suficiente para ter um fim à vista. E, este ano, é suficientemente perto do ano novo para ainda nos lembrarmos das nossas resoluções.

 

648x360_quaresma-veut-briller-portugal.jpeg

 Quarema motivador.

 

Desde criança que aproveito este período de 40 dias para me desafiar. Houve uma quaresma em que tentei angariar moedas para os pobres (o pobre era eu), outra em que me foquei em pintar as unhas e ter bom aspeto, outra ainda em que apaguei a minha conta de Facebook, e também houve uma quaresma em que deixei de comer açúcar.

 

Este ano decidi meditar.

 

Fiz o download da aplicação Headspace e, graças à minha empresa, tenho um mês de premium gratuito. O meu plano é usar a aplicação para meditar no caminho para o trabalho e meditar mais uma vez ao final do dia. Já sei que o mais difícil vão ser os fins de semana, mas o objetivo é fazer uma sessão de meditação assim que sair da cama.

 

Como podem ver pela frequência de publicações, na semana passada a minha disciplina não esteve ao máximo. Em 7 dias não meditei 2 vezes. Mas o importante é recomeçar e não desistir. O blog também ajuda porque quando publico algo a minha motivação aumenta muito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

No inicio do ano passado, quando me comecei a interessar de novo por dermocosmética, fiz uma pesquisa sobre que ingredientes usar numa pele acneica e desidratada. Fiquei com uma ideia muito concreta do creme hidratante que a minha pele precisa, algo sem silicones nem óleos minerais (que agravam o acne) e com niacinamida e esqualeno (que promovem a hidratação).

 

E assim começou a procura de um creme perfeito. Pesquisei no Google, li fóruns, blogs e sites de reviews, esquadrinhei sites de marcas e não encontrei nada que satisfizesse os meus critérios. Até que um dia fui à farmácia da esquina, a atendente olhou para a minha pele e recomendou-me o SVR SENSIFINE. Olhei para os ingredientes e BAM! Correspondia a todos os meus critérios. 

 

Produto

SENSIFINE, SVR

 

Screen Shot 2018-02-10 at 02.03.08.png

Ingredientes

Aqua (Purified Water)

Gossypium Herbaceum (Cotton) Seed Oil 6%

Squalane 5%

Corn Starch Modified

Glycerin

Niacinamide 2%

Tocopherol

1-2 Haxanediol

Acrylates C10-30 Alkyl Acrylate Crosspolymer

Ethylhexylglycerin

Sodium Hydroxide

Xanthan Gum

 

AQUA - dispensa apresentações

 

GOSSYPIUM HERBACEUM (COTTON) SEED OIL aka Óleo de Algodão – rico em vitamina E e Omega-3, reduz vermelhidões, hidrata, acalma, e melhora a aparência da pele

  

SQUALANE aka Esqualeno - oleo que é produzido pelo organismo. Penetra na pele rapidamente, hidrata e acalma

 

CORN STARCH MODIFIED aka Amido de Milho Modificado – mais parece um ingrediente de cozinha, mas neste caso funciona como veículo para os ingredientes ativos  

 

GLYCERIN aka Glicerina –  hidrantante

 

NIACINAMIDE aka Niacinamida – um dos dos poucos ingredientes de cosmética cujo efeito é suportado por estudos científicos. A niacinamida melhora a capacidade de hidratação da pele, a sua textura e regula a produção de sebo. Aqui está um artigo que explica o funcionamento da niacinamida em detalhe

 

TOCOPHEROL – uma forma de vitamina E (antioxidante) que protege a pele de stess ambiental e melhora a firmeza e acelera a cicatrização. Mais informação aqui.

 

1-2 HAXANEDIOL – solvente que liga água e óleo, impacta a textura do produto

 

ETHYLHEXYLGLYCERIN – conservante

 

SODIUM HYDROXIDE aka Soda Caustica – confesso que me assustei quando vi este ingrediente. É altamente irritante e serve para balancear o ph do creme. Como é o penúltimo ingrediente da lista tem uma baixa concentração no produto final. 

 

XANTHAN GUM aka Goma Xantana – melhora o tempo de prateleira e viscosidade do creme

 

A minha experiência 

Três embalagens depois posso dizer que gosto muito deste creme. Não é milagroso e não substitui uma rotina de pele completa, mas quando o uso sinto a pele confortável, mais uniforme e com menos vermelhidões.

 

Como podem ver é um creme com ingredientes que fazem efeito como a niacinamida, vitamina E, esqualeno e glicerina. A composição é bastante reduzida, apenas 12 ingredientes, sem silicones nem óleos minerais que que possa afetar negativamente uma pele sensível. A embalagem é outro ponto a favor, um híbrido entre uma bisnaga e um pump que faz com que o produto não entre em contacto com o ar e esteja sujeito a contaminações. O preço também é muito interessante, custa cerca de 13€ por 40 ml e é fácil de encontrar em farmácias francesas.

 

Produtos alternativos 

Eu até queria experimentar cremes novos, mas ainda não conheci nada que fosse equivalente. Se tiverem sugestões deixem um comentário!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quase todos temos a aspiração de ser mais saudáveis, mas não basta ter uma firme resolução no início do ano, é preciso passar à ação. Como eu quero ter hábitos mais saudáveis decidi seguir o desafio que blog Functional Performance Training propôs para Janeiro: beber água.

 

De modo geral, quando quero implementar um novo hábito tento confiar o menos possível na minha motivação e força de vontade e, ao invés, focar-me em seguir um processo. Muito influenciada pelo Leo Babuta aqui está o meu processo de formação de hábitos:

 

1. Escolher num novo hábito

Beber água. Como sabem beber água é crucial para uma boa saúde. No longínquo ano de 2011 tinha escrito um post sobre o assunto, mas aqui está um artigo abrangente e científico que explica a importância da água no nosso organismo.  

 

2. Tornar o hábito num objetivo SMART

Transformei a intenção beber o água 2 objetivos SMART. Todos os dias, ao acordar, beber um copo de água. E, durante o dia, beber 1.5 litros de água.

 

3. Arranjar as ferramentas para atingir o objetivo, reduzindo as potencias desculpas

Comprei uma garrafa de vidro bonitinha com 75 cl. Assim encho a garrafa quando chego ao trabalho e esforço-me por para beber tudo até à hora de almoço. À tarde volto a encher a garrafa e bebo tudo até sair do trabalho.

 

4. Medir o sucesso ao implementar o objetivo

Para medir a minha taxa de sucesso, utilizei a aplicação Loop Habit e mantive um registo diário.

 

Screenshot_20180206-225629.png

 

Screenshot_20180206-225613 (1).png

 

Como podem ver pelos resultados, não consegui atingir os objetivos 100% dos dias. O mais difícil foi beber água de manhã e durante o fim de semana. Houve dias em que estava com pressa para sair, outros em que me esqueci, outros em que a água não sabia bem e, cumulativamente, no fim de semana nunca tenho tenho rotinas certas. Claramente o meu plano para as manhãs e fins de semana tem de ser melhorado, se tiverem ideias deixem um comentário.

 

Durante o mês de Fevereiro o desafio é: Comer proteína a todas as refeições.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

O nome desta série, As Senhoras são Milionárias, é apenas um título chamativo, um pouco irónico e fácil de entender. Esta série é sobre dinheiro, tal como o nome indica, mas não numa perspetiva comum. Não vou falar sobre a experiência (que infelizmente não tenho) a ser milionária, e considero que ser Senhora é uma forma de estar na vida e não um extrato bancário. Nesta série vou escrever sobre Independência Financeira. Conhecem?

 

Independência Financeira significa que se parar de trabalhar hoje tenho dinheiro suficiente para sustentar o meu atual nível de vida, até ao fim dos meus dias. Significa que tenho rendimentos suficientes para não estar dependente to meu ordenado para viver. A palavra chave é independência. Independência Financeira significa não ser dependente do meu ordenado, dos meus pais, do meu fundo de emergência ou do Estado para fazer face às minhas despesas.

 

De uma maneira um pouco mais formal, aqui estão algumas definições:

  

Investopedia: A independência financeira é quando se tem dinheiro/rendimentos suficientes para viver a vida que se deseja, sem ter que trabalhar para ganhar dinheiro extra para cobrir essas despesas.  

 

Wikipedia: A independência financeira significa que você tem riqueza suficiente para viver sem trabalhar. Pessoas financeiramente independentes têm ativos que geram renda (fluxo de caixa) que é pelo menos igual às suas despesas.

 

Tudo sobre Investimentos: Independência financeira pode ser definida como o estado em que uma pessoa é capaz de pagar todas as suas despesas através de um fluxo de renda passiva.

 

Hoje apenas quero introduzir o conceito de Independência Financeira. Quero que compreendam o que significa e que imaginem a vossa vida se fossem financeiramente independentes.

do all thingswith love (2).png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já há tempos escrevi um post que abordava o conceito fadiga de decisão. Resumindo o conceito, ao tomar centenas de decisões de pouca importância diariamente, temos menos energia para as decisões verdadeiramente importantes. Identifiquei algumas destas “decisões”, que apenas têm um valor acrescentado marginal, e automatizei-as o mais possível. O objetivo é fazer com que estas deixem de ser requerer poder cerebral e passem a ser parte de uma rotina

 

Roupa trabalho

No trabalho apenas tenho que usar roupa semiformal.  Tenho uma cápsula, com um total de 12 peças que uso apenas para trabalhar. Tendo menos opções de roupa, perco menos tempo a decidir o que vestir. Também ajuda ter toda a roupa exposta, assim não tenho de procurar por peças escondidas. Para otimizar ainda mais o meu tempo de manhã, utilizo um sistema de rotação.

 

IMG_20180125_235555.jpg

 

Uso sempre a camisola que está em baixo, em conjunto com as calças da esquerda (indicadas pela seta azul). Quando volto do trabalho ou ponho a roupa para lavar ou a arrumo no topo da pilha ou no cabide à direita. Nos dias em que não me apetece vestir uma das camisolas da pilha visto uma camisa.

 

Apenas tenho 2 pares de calçado que uso no trabalho. Umas botas pretas que uso na maioria das vezes e uns loafers pretos que estão sempre no escritório. Quando neva ou chove tenho de usar botas de borracha (também pretas) no caminho para o trabalho e quando chego troco para os loafers.

  

Lavar o Cabelo

O meu cabelo é seco e para estar apresentável apenas precisa de ser lavado 2 vezes por semana. Mas quando? Todo o processo de análise para tentar perceber se o cabelo está demasiado indecente para o trabalho, calcular a ultima vez que lavei o cabelo, pensar nos dias em que treino e nos dias em que tenho de parecer bonita, etc estava-me a stressar ligeiramente.

 

Tenho a certeza que há dois dias durante a semana que que são perfeitos para lavar o cabelo. Dois dias em que não me importo de levantar mais cedo, idealmente espaçados que maximizem o numero de dias de cabelo decente no trabalho. Fiz pesquisa, pensei no meu estilo de vida e no cronograma capilar que quero implementar e cheguei à conclusão que os dias ideais para lavar o cabelo são: Domingo/Segunda de manhã e Quinta de manhã.

 

Durante as próximas semanas vou testar e ver se me consigo manter fiel a este esquema.

  

Refeições 

Para mim a comida tem de ser nutritiva, saudável, saborosa e requerer pouco tempo de planeamento. Perder horas a pensar todos os dias no que quero comer, ir ao supermercado, cozinhar e depois comer tudo em 20 min não é para mim. Para otimizar o meu tempo gasto com comida, e pensar o menos possível no assunto, faço um menu semanal e só vou ao supermercado uma vez por semana.

 

Preparo todos os almoços no inicio da semana e guardo em caixas de vidro. Como sabem, de há um tempo para cá que os meus almoços são vegetarianos, e muito simples. Os jantares são mais elaborados, com uma proteína (frango / peru / carne de vaca / peixe) que serve de tema, com vegetais a acompanhar.

 

Para otimizar ainda mais as minhas idas às compras, e deixar de pensar em que vegetais comer, subscrevi uma cooperativa que todas as semanas entrega um cabaz de legumes biológicos. Vou receber o meu primeiro cabaz para a semana :D

 

 

Por enquanto roupa, cabelo e comida foram as áreas que consegui otimizar. Tem ideias de mais decisões que possam ser automatizadas? Ofereço-me para ser cobaia das vossas sugestões!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Qual o assunto de conversa para quando nos cruzamos com colegas na casa de banho do trabalho?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quero perder menos tempo sentada no sofá a olhar para coisas inúteis na internet. Quero perder menos tempo a tomar decisões que no final têm um impacto marginal na minha vida. Quero para de desperdiçar tempo e passar a investi-lo. Quero investir o meu tempo nas pessoas que gosto, a aprender, a descobrir o sitio onde vivo, a ler, a escrever no blog e a ser produtiva.

 

Para fazer uma análise precisa sobre onde ando a desperdiçar o meu tempo quando estou na internet, instalei uma série de apps que rastream os sites visitados e o tempo passado em cada um deles. A única app de que gostei foi o Webtime Tracker, fonte do gráfico que partilho com vocês.

Screen Shot 2018-01-19 at 00.04.41.png

Facebook 15%

Há dois anos apaguei o Facebook durante 40 dias. A minha produtividade aumentou e não senti que me faltasse algo. Passado o período de abstinência curei-me quase completamente do vício. Eu pensava que fazia um uso esporádico, até porque não não tenho a app do Facebook instalada no telemóvel, mas 4 horas em 15 dias é demais.

 

Quero usar o Facebook de forma mais consciente, mas ainda não deliniei nenhuma estratégia concreta (aceitam-se sugestões). 

 

9gag 10%

Não há desculpas. Este site é um completo desperdício de vida. Como não confio na minha força de vontade usei o StayFocused e bloqueei o site. Aproveitei e bloqueei também o Buzzfeed (1.85% de tempo desperdiçado).

 

Sapo + Reddit + Google + Youtube + Solarmovies  22%

Estes são sites produtivos. Uso o Sapo para o blog, o Reddit e o Google para aprender coisas novas, o Youtube para ouvir música e o Solar Movies para ver filmes/séries de maneira legalmente duvidosa. Como cada um destes sites ocupa uma pequena parte do meu tempo, por enquanto não estou preocupada.

 

Feedly 3.5%

Fiquei surpreendida por este site não estar entre os primeiros, mas a verdade é que uso mais o Feedly no telemóvel que no computador. Mesmo assim otimizei os tempo que passo a ler neste site. Primeiro refleti sobre o porque da minha lista de blogs.

 

           Motivo 1: para me entreter

           Motivo 2: para aprender coisas novas e explorar novos tópicos

 

Penso que o motivo 1 seja evidente, mas quero explicar melhor o motivo 2. Por exemplo, quando quero aprender sobre dermocosmética, ou aperfeiçoar a forma como me visto, ou motivar-me a fazer exercício, começo a seguir alguns blogs sobre o assunto. Assim, estou diariamente exposta aos assuntos que me interessam e é uma forma fácil e pouco intensa de aprender coisas novas.

 

Comecei por reorganizar os marcadores no Feedly nas categorias Beleza / Blogues / Comics / Exercício / Estilo de Vida / Teste. Depois analisei cada blog de forma crítica, removi os que deixaram de ser relevantes e organizei os restantes nos marcadores apropriados. 

 

 

Por enquanto estas foram as ações que tomei. Vou continuar com o Webtime Tracker ativado e daqui a uns meses volto a analisar onde ando a perder tempo.

 

E vocês, caros cinco leitores? Alguma vez fizeram um exercício semelhante? Contem-me!

 

Algures na próxima semana publicarei a continuação deste post em como otimizei o meu tempo offline.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2017
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2016
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2015
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2014
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2013
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2012
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ
  92. 2011
  93. JAN
  94. FEV
  95. MAR
  96. ABR
  97. MAI
  98. JUN
  99. JUL
  100. AGO
  101. SET
  102. OUT
  103. NOV
  104. DEZ
  105. 2010
  106. JAN
  107. FEV
  108. MAR
  109. ABR
  110. MAI
  111. JUN
  112. JUL
  113. AGO
  114. SET
  115. OUT
  116. NOV
  117. DEZ