Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

...

Junho 23, 2019

12h00 Acordei

Li na cama

Lavei uma frigideira

Comi

Fiquei com sono

Fui para a cama

Comecei a ver The Danish Girl

Reddit

Acabei The Danish Girl

Reddit

9GAG

20h00 desperdicei um domingo e fiquei com dor de cabeça

Comi 2/3 de um pacote de bolachas de chocolate

Fiz a depilação

Lavei a loiça

Varri o chão

Cozinhei os almoços para a semana

Lavei a casa de banho

Jantei

Lavei a cara e os dentes

Lavei a loiça

Escrevi este post

23.45 Fui dormir

Ajudem-me #1

Maio 24, 2019

Apesar deste blog já existir desde 2010, só de há um ano para cá é que comecei a ter visitas regulares. Em 9 anos o template do blog foi mudando (se gostam de tesourinhos deprimentes --> 2010 e 2011), e não queria deixar de registar a ultima mudança:

Screen Shot 2019-05-08 at 20.06.00.png

Gostei muito deste template. Quando recomecei a escrever, quis algo sem "distrações". Apenas páginas soltas daquilo que queria partilhar. No inicio achava que ninguém lia isto. Depois as visitas começaram a aumentar e achei que um menu ia facilitar a procura de outros artigos. Então adicionei um menu, o único problema é o template que estava a usar tem um menu feio. Resultado, decidi mudar de template... e fiz uma grande cagada.

Screen Shot 2019-05-20 at 21.33.55.png

Screen Shot 2019-05-20 at 21.34.03.png

Isto está tão mau que me tirou a vontade de escrever.* Aquilo com que tenho particular implicância neste template é a coluna descentrada e a falta de um header. As cores também não são grande coisa, mas isso é o menos.  

 

Decidi que está na hora de confiar num profissional. Li algures na internet que se gasto dinheiro com as minhas outras atividades recreativas, também devo posso dinheiro com o meu blog. O problema é que nem sequer sei quais palavras chaves devo utilizar para encontrar alguém que me trate do layout e design do blog.

 

Queria-vos perguntar, caros leitores, alguém conhece um "blog designer"?

 

(*) para ser totalmente honesta comigo própria, não tenho andado a escrever porque me re-viciei no Reddit

Aventuras de uma Senhora: Desafios

Março 29, 2019

Desafio (quase) concluído

 

Em Março (que esta quase a acabar) propus-me a passar o mês inteiro sem comer doces. Mais especificamente açucares processados, porque continuei a comer fruta e aspartame (nas pastilhas). Falhei. Falhei, mas pelo menos apercebi-me do quão enraizada está a cultura do açúcar, doces e sobremesas, na nossa sociedade. Passei o mês de a dizer não. Não obrigado. Estou a tentar evitar açúcar. Dizer não a mim própria quando via as pessoas à minha volta a comer brownies. Dizer não quando via os bolos e tartes na padaria quando vou comprar pão. Dizer não a corredores inteiros do supermercado. Mesmo assim, apesar de todos os nãos, acabei por comer açúcar em quatro ocasiões:

 

  1. Pequeno almoço de despedida de uma colega. Porque é falta de empatia não partilhar o pequeno almoço (aka croissant) quando um colega próximo se vai embora.
  2. Limonada no restaurante. Porque sempre que vou àquele restaurante peço uma limonada e, quando me apercebi, já tinha bebido metade da garrafa. Como de qualquer forma ia pagar, e o mal já estava feito, bebi o que restava até ao fim.
  3. Outro pequeno almoço de despedida. Desta vez eram bolos caseiros. A bem dos bons relacionamentos laborais tive de provar um dos bolos. E à tarde, como estava cheia de fome e comi bolo outra vez.
  4. Uma bebida de morango e gelo. Na minha inocência achei que por ser de fruta não ia ter açúcar adicionado. Erro crasso.

 

Até nos meus sonhos falhei. Em 30 dias sonhei duas vezes que comia açúcar, uma vez chocolate, e a outra um Paris Brest (que é uma sobremesa de que eu nem gosto assim tanto). Claro que mesmo em sonhos me lembro que não é suposto comer açúcar e, de cada uma das vezes, arrependi-me e senti-me mal comigo mesma por falhar. Acho que me culpabilizei mais em sonhos do que na vida real.

 

O mais difícil durante este desafio não foram os dias de semana normais. O difícil mesmo foi estar a passear fora de casa e ter vontade de comer um lanchinho. Na maior parte dos sítios as únicas opções disponíveis são coisas açucaradas. E o pior mesmo é ver os outros a pedir sobremesas de ótimo aspeto e eu ficar a aguar.

 

Para as próximas vezes, para evitar comer açúcar ou coisas-pouco-saudáveis, tenho que me prevenir com fruta e frutos secos. É o único lanche que me consigo lembrar que seja fácil a transportar e que dê muito pouco trabalho a preparar. Vocês têm outras ideias?

 

Para este post não ser só a falar da minha vida, aqui estão duas estatísticas interessantes:

 

  • Um português consome em média 31 quilos de açúcar por ano (fonte: INE)

 

  • Os franceses são ainda mais gulosos que nós e consomem 35 quilos por ano por pessoa  (fonte: franceinfo)

The+Awkward+Yeti+-+carbs.jpeg

(Para trás hidratos, não vou ser tentado pelo vosso canto da sereia / Diabólico)

Daqui

Desafio em curso

Desde o primeiro dia da Quaresma que estou a escrever um diário. É um diário um pouco particular que o José Gabriel partilhou aqui no blog, estou muito curiosa para ler tudo o que escrevi assim que a Quaresma acabar. Já vou a meio, até agora percebi que tenho muito poucas palavras para descrever sentimentos, que há assuntos de que não gosto de escrever em português, que as primeiras horas do meu dia influenciam quase tudo resto e que, quanto mais cansada estou, menos me lembro do que fiz durante o dia. Aqui está o meu monitoramento:

WhatsApp Image 2019-03-30 at 01.06.23.jpeg

Também já falhei duas vezes. Estava em Lyon e fui-me deitar tão tarde que o único pensamento coerente no meu cérebro era cama. Nem sequer me lembrei que era suposto escrever.

 

Desafio de Abril

Para Abril o meu desafio é de Finanças Pessoais. Ao contrario do ano passado em que apontei cuidadosamente todas as minhas despesas, este ano tenho sido uma baldas. Tenho andado a poupar aleatoriamente. Não olho para os preços das coisas antes de as comprar. Não tenho apontado quase nada do que gasto. Não doei nada este ano. O meu desafio é passar o mês a organizar, otimizar e automatizar o mais possível as minhas finanças.

 

Se tudo correu bem, vou partilhar aqui no blog as ações que for tomando. Podem juntar-se a mim 

Aventuras de uma Senhora: Comprar um Soutien

Março 15, 2019

A compra do meu primeiro soutien-decente foi um acontecimento tão importante que está narrado neste blogue. Hesitei bastante antes de o comprar, na altura (e ainda hoje), gastar 40 euros num soutien não era algo para fazer de ânimo leve. Hoje, 5 anos depois, confirmo que foi uma boa decisão. Este soutien continua impecável e continuo a usá-lo várias vezes por semana.

 

Utilizei o que aprendi com a primeira compra para, a pouco e pouco, construir uma coleção de soutiens-decentes para todas as ocasiões. Na verdade, não é uma coleção assim tão grande, mas é completamente adequada às minhas maminhas. Ter um soutien que assente bem é decisivo a nível de conforto e da forma como a roupa assenta no corpo.

 

E assim cheguei aos dias de hoje. Estava a precisar de um soutien novo para usar no dia a dia, liso e de cor clara, para poder usar com t-shirts e camisas de seda. Adiei o mais que pude (não gosto muito de fazer compras e ainda menos de soutiens), mas chegou um ponto em que não conseguia adiar mais.

 

Assim começou a minha busca e a minha punição. Primeiro fui a uma loja de roupa interior, mas os soutiens do meu tamanho pareciam que não me seguravam as mamas. Depois fui a uma loja de roupa, mas o modelo que queria tinha espaço a mais nas copas e deixava-me as mamas bicudas. Neste ponto estava a começar a ficar frustrada, mas mesmo assim não desisti. Fui à versão francesa do El Corte Inglés e peguei em todos os soutiens que pareciam ser do meu tamanho e que correspondiam mais ou menos ao que procurava. Este pequeno monte correspondeu aos critérios:

WhatsApp Image 2019-03-16 at 00.41.49.jpeg

Experimentei todos e fiz uma primeira seleção. Liguei à minha mãe a queixar-me da vida. Depois experimentei os que passaram à segunda e selecionei dois. Vesti um, li alguns artigos no telemóvel para passar o tempo, vesti o outro, esperei mais um pouco e, com muita dificuldade, lá consegui escolher um. Não devo ter demorado mais do que uma hora.

 

Como a maior parte das pessoas que leem este blogue são Senhoras, acho que se identificam com a dificuldade que é encontrar um bom soutien. Afinal, um soutien demasiado apertado impede a respiração, se estiver mal ajustado vai fazer com que as alças se cravem nos ombros, ou que os aros se espetem nas costelas, ou vai esborrachar as maminhas. Uma vez que é uma peça de roupa usada durante tanto tempo, que se não for adequada, pode até causar problemas de peito ou de coluna.

 

Como encontrar um bom soutien?

 

1. Saber o tamanho certo

O tamanho dos soutiens é composto por um número, diz respeito à circunferência do torso, e uma letra, que corresponde ao volume do peito. Para descobrir o tamanho certo, o ideal é fazer um bra-fitting com alguém especializado que possa aconselhar um tamanho, modelos e que perceba como é que o soutien deve assentar. Quem é autodidata, e quer saber o tamanho do peito sem sair de casa, só precisa de uma fita métrica.

 

October 25, 201.jpg

daqui

 

A primeira medida [A] deve ser feita abaixo das maminhas, em expiração e da forma mais justa possível. A Dama de Copas sugere que sejam retirados 5-10 cm ao valor medido, para obter o número de soutien. A segunda medida [B] dever ser tirada no ponto mais largo do peito (mamilos) em inspiração. 

 

Depois das medidas feitas é só procurar cada uma delas nas tabelas a baixo, gentilmente copiadas do site da Intimissi.

 

Número [A]

Screen Shot 2019-03-15 at 23.33.49.png

Letra [B]

Screen Shot 2019-03-15 at 23.34.13.png

Por último, é importante ter em conta que o tamanho do peito pode variar devido a hormonas, mudanças de peso, gravidez, etc, e como tal, um tamanho de soutien que era correto há uns anos pode não ser correto hoje.

 

2. Ter o modelo certo

Se o tamanho de soutien é algo mais ou menos cientifico, escolher um modelo é muito mais subjetivo. Cada par de maminhas tem uma configuração única, e como tal um soutien produzido em massa pode apenas aproximar-se da forma do peito. Não há modelos universais, a única solução é experimentar até encontrar o "tal". 

 

Cinema_Mudo_Imagem_6.jpg

daqui alguém me explica o que é um "Balconnet"?

 

3. Confirmar que o soutien assenta bem

O soutien deve ser fechado nos colchetes mais largo.

As costas do soutien devem estar perpendiculares ao corpo e alinhadas com a parte da frente.

Os aros devem assentar no tórax, não devem ficar no ar ou em cima das maminhas.

O peito não deve ficar de fora do soutien, as copas devem acompanhar o peito sem o esborrachar nem deixar espaços vazios.

O soutien não deve mexer quando se levanta os braços.

 

4. Onde comprar

Eu continuo a gostar da Triumph, a loja onde comprei o primeiro soutien. Gosto do bra-fitting gratuito, do atendimento e do aconselhamento, da variedade de tamanhos, modelos e da qualidade dos soutiens.

 

Um sitio que me surpreendeu foi a Primark, os soutiens são muitos baratos e há tantos modelos e tamanhos que é possível encontrar algo que se adeque ao vosso corpo. Claro que na Primark é cada um por si, mas se souberem reconhecer um soutien adequado não haverá problemas.

 

Por último, recomendo qualquer loja que tenha vários modelos e marcas disponíveis tais como as lojas de departamento.

 

5. Cuidados

Os soutiens novos devem ser usados nos colchetes mais largos, isto garante que o soutien mantém o tamanho de origem durante o maior tempo possível. À medida que o soutien for ficando lasso podem ir usando os colchetes mais apertados.

 

Os soutiens devem "descansar" entre usos, para assegurar que a forma original se mantém.

 

Ao lavar, o melhor é colocar o soutien num saco de roupa interior, para evitar fricção ou que fique preso a outras peças de roupa. Como os soutiens são maioritariamente sintéticos não se deve adicionar amaciador à lavagem.

 

Boa sorte Senhoras. Ninguém merece usar soutiens desconfortáveis.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D