Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Paris, a cidade da luz. A cidade do romance, da moda e da arte! A cidade da torre Eiffel, da catedral de Notre-Dame, do Arco do Triunfo, do Louvre e dos Champs Elisées! Haverá cidade mais senhorial que esta? A cada esquina há uma galeria ou um museu, as montras são obras de arte, as pessoas vestem-se com classe e estilo. Paris, a cidade onde seja dia ou seja  noite, há sempre coisas interessantes a acontecer.

 

O fim de semana passado estive em Paris para o aniversário de um amigo. Não estive em nenhum sitio emblemático. Em quatro dias, o único vislumbre que tive da torre Eiffel foi este:

20171027_161912.jpg

Apenas fiz uma atividade digna de ser relatada no blog, visitei a exposição de Mariano Fortuny no Museu da Moda da Cidade de Paris.

 

20171027_164129.jpg

O que acham da evolução do conceito de beleza feminina nos últimos 100 anos?

 

Mariano Fortuny (1871 - 1949) foi um estilista, pintor e inventor espanhol radicado em Veneza, conhecido pelos seus vestidos de seda plissados e pelos estampados em veludo. Os vestidos produzidos por Fortuny foram revolucionários ao libertarem as formas femininas, são de tal qualidade que  continuam perfeitos quase um século depois (pelo menos daquilo que dava para ver nas vitrines) e até hoje, foi impossível replicar a técnica de plissar seda utilizada por ele. Muitos dos designs são intemporais e eu, sinceramente, gostava de experimentar alguns dos vestidos. Para ficarem com uma ideia, os preço de venda dos vestidos remanescentes começa nos 14.500€ (o que equivale a 362 vestidos da Zara). 

 

A imagem a cima é da minha parte preferida da exposição. É um conjunto dos dois designs mais emblemáticos de Fortuny, um vestido Delphos e um casaco em veludo estampado. O que me impressionou foi o do contraste entre o masculino e o feminino, entre a delicadeza e leveza do vestido e a solidez protetora e aconchegante do casaco. O impacto foi ainda maior ao aperceber-me que esta composição não se limita ao séc. XX e que o conceito pode ser transposto para os dias de hoje.

 

Em relação ao Tesla mencionado no titulo, fiz um test-drive no lugar de pendura durante 40 km. Fiquei desapontada porque achava que o carro era completamente silencioso, mas afinal em autoestrada dá para ouvir o ruído do vento e dos pneus. Pelo lado positivo, fiquei deslumbrada com a condução automática. O Tesla curva sem ser preciso mexer no volante, mantém a distancia pré-definida com veículo da frente e muda de faixa só com a indicação do pisca. É carro que estou a pensar comprar quando tiver recursos financeiros dignos de uma Senhora (por este andar daqui a 50 anos).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2017
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2016
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2015
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2014
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2013
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2012
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ
  92. 2011
  93. JAN
  94. FEV
  95. MAR
  96. ABR
  97. MAI
  98. JUN
  99. JUL
  100. AGO
  101. SET
  102. OUT
  103. NOV
  104. DEZ
  105. 2010
  106. JAN
  107. FEV
  108. MAR
  109. ABR
  110. MAI
  111. JUN
  112. JUL
  113. AGO
  114. SET
  115. OUT
  116. NOV
  117. DEZ