Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Os 5R e a casa de banho

Julho 12, 2019

1 - Recusar

Recuso usar coisas que gerem lixo (principalmente lixo-plástico) quando a alternativa não dá trabalho.

 

Sabonete. Quando era mais nova adorava gel de banho, principalmente por causa do cheiro.  A minha mãe queixava-se do plástico que estava a produzir, mas os avisos dela nunca foram suficientes para me converter. Depois o Momé ofereceu-me um sabão de Alepo (que é o mesmo tipo que a mãe e a avó dele usam) e eu comecei a usar sabonete. Nunca mais voltei ao gel de banho. Nem sequer é por causa do plástico, é mesmo porque o sabonete resseca muito menos a minha pele, tanto que na maior parte dos dias nem sequer preciso de usar hidratante.

 

Champô em barra. Para quem tem uma juba imensa como eu, o champô em barra é muito mais fácil de utilizar. Consigo envolver toda a minha cabeleira de forma muito mais rápida do que com um champô liquido tradicional e consigo esfregar exatamente os sítios que precisam de champô extra. Outra vantagem menos óbvia é que quando viajo de avião é menos um líquido a transportar. As barras que compro vêm embaladas em papel, portanto zero plástico. O menos bom dos champôs em barra é que há menos variedade e a qualidade varia muito. 

 

Cotonetes de papel. Os cotonetes que uso têm um cabo de papel. Menos um plástico e não sinto absolutamente nenhuma diferença na utilização. O facto de estarem disponíveis no supermercado onde vou também ajuda.

 

Discos desmaquilhantes. Não uso. Nos raros dias em que me maquilho uso óleo e uma toalhita de rosto para remover a maquilhagem.

 

Encomendei escovas de dentes de bambu na Amazon. Depois de experimentar posso partilhar a minha experiência convosco.

 

2 - Reduzir

Não faço stocks de produtos. Quando compro um produto uso-o até ao fim e espero até estar quase a acabar para comprar outro. 

 

Não compro coisas por impulso, para experimentar, porque cheiram bem ou porque prometem milagres. Tudo o que tenho, tanto cremes de rosto como de cabelo são coisas que uso com regularidade e que servem um propósito especifico. Normalmente pesquiso antes de comprar produtos novos e, se estiver curiosa para experimentar um produto mas não estiver confiante nos resultados, compro uma versão pequena e uso até ao fim.

 

Não substituo coisas que ainda estejam em boas condições. A minha escova de cabelo deve ter uns 5 anos e ainda deve durar outros tantos. É uma Tangle Teezer,  que o meu pai me comprou na altura em que estas escovas estavam na moda.

 

Tento ter apenas o necessário, nem mais nem menos. O número de coisas-de-casa-de-banho que tenho e que não são de uso regular têm um espaço fisicamente limitado. Outro exemplo, é que apenas tenho 5 toalhões de banho, que é o suficiente para nós. 

 

3 - Reutilizar

Na casa de banho, a única coisa que vou conseguindo reutilizar são algumas embalagens/boiões em plástico. 

 

O copo onde guardo os cotonetes é reutilizado. Comprei-o quando vim para esta casa (há quase 2 anos) cheio de cotonetes. Agora compro embalagens maiores, em cartão, e vou enchendo o copo há medida que vou precisando. O recipiente onde guardo o champô em barra na vida anterior foi um frasco de exfoliante. O copo onde ponho as escovas de dentes já foi uma chávena, um copo e agora é um ex-frasco de pickles. 

 

4 - Reciclar

As embalagens que não são reutilizáveis são recicladas.

 

5 - Compostar

O quinto R do é "rot" apodrecer/reciclar. Não o faço, o que não é reutilizado nem reciclado vai para o lixo e pronto.

 

Outros

Tento comprar produtos "não-tóxicos". Eu sei que o não tóxico é muito relativo e que não tenho educação suficiente para avaliar um produto por mim mesma. Quando compro algo em que a marca não me interessa, uso uma aplicação para escolher o produto menos "tóxico" possível. Foi assim que acabei com um desodorizante "Bio".

 

Ainda faço muito lixo com período (espero um dias escrever sobre o assunto) e com a depilação. Em relação ao período há mais de um ano que estou a pensar em mudar para alternativas mais sustentáveis, mas ainda não passei do pensamento à ação. Em relação à depilação, o meu método preferido é ir à esteticista. Como em França é demasiado caro uso bandas de cera fria que fazem muito lixo. Ando a  tentar habituar-me a fazer a depilação com cera quente ou com a máquina, mas o que eu gostava mesmo era de poder pagar sempre a alguém para me fazer a depilação.

 

Pode parecer muito extremista, mas um dia gostava de deixar de usar papel higiénico e instalar uma mangueirinha/chuveirinho. Fica para o dia em que deixar de viver em casa alugadas.

 

O que fazem para reduzir o lixo que vem da casa de banho? Há mais coisas que eu possa mudar (e que sejam fáceis de implementar)?

20 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D