Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Pílula, Acne e PCOS

Outubro 11, 2019

Esta semana o meus níveis de procrastinação foram muito elevados e "não tive tempo" de escrever. Para não deixar de publicar decidi reciclar uma resposta que foi originalmente escrita neste post.

Eu tomei várias pílulas em períodos diferentes. Da ultima vez (algures em 2015), apesar da pílula ter controlado o meu acne, os efeitos secundários afetaram a minha qualidade de vida ao ponto de começarem a afetar também a minha relação. Chegou um momento em que entre o acne ou os efeitos secundários da pílula, preferi o acne. Mudei para um contracetivo não hormonal (DIU) e, 3 anos depois, posso dizer que foi a melhor decisão que podia ter tomado. O acne voltou mas a minha personalidade também, com a vantagem de não me ter lembrar diariamente de tomar um comprimido.
 
No mesmo período o meu ginecologista recomendou que eu tomasse um anti androgénico para o acne, o que recusei. Estava farta de hormonas artificiais, achei que os efeitos secundários não valiam a pena o risco, e não percebi como é que tomar hormonas por um certo período de tempo iria melhorar o meu acne para sempre.
 
Foi nesta altura que comecei a pesquisar seriamente sobre acne. Primeiro na Wikipédia, em blogs e no Youtube. Depois em artigos científicos que ia encontrando no Google Scholar, que li às dezenas. Tão importante quanto a pesquisa foi prestar ao meu corpo. Eventualmente encontrei aquilo que funcionou para mim.
 
Hoje, o meu acne está controlado. Não tenho pele de bebé, continuo a ter poros largos e algumas cicatrizes, mas já não tenho acne inflamado. De vez em quando ainda tenho uma borbulha, mas normalmente é porque comi algo que não devia. Além da minha rotina de cuidados de pele e de ter deixado de usar maquilhagem no dia a dia, a verdadeira solução foi tratar-me a partir de dentro, deixar de comer lacticínios e deixar andar stressada. Como estas mudanças foram suficientes nunca tomei nenhum suplemento além de (ocasionalmente) probióticos.
 
Em relação ao PCOS eu tive sorte. Nunca tive outros sintomas além ter acne e císticos nos ovários (confirmado com um ultrassom). Sempre tive períodos quase sem dores e relativamente pouco abundantes.
 
Li rapidamente a pagina da Wikipedia sobre "tratamentos" para PCOS. Além da pílula há outros "tratamentos" que passam pela melhoria da sensibilidade à insulina e pela toma de "suplementos" ou medicamentos. Para melhorar a sensibilidade à insulina, além da alimentação low carb é recomendado exercício. Como "suplemento" pode-se tomar myo-inositol.

 

Eu não tenho qualquer formação na área da saúde e nunca experimentei myo-inositol. Recomendo que façam a tua própria pesquisa, que se informem dos potenciais riscos e benefícios e, de preferência, que falem com um profissional de saúde. 

 

O inositol é um "poliálcool cíclico" que é produzido naturalmente pelo corpo humano e que tem vindo a ser cada vez mais usado como terapia para o PCOS sob a forma de suplemento. Pode ser comprado na Amazon (por exemplo) sem necessidade de receita médica.

 

¥ Funciona aumentando a sensibilidade à insulina, o que ajuda a melhorar a função ovariana e reduzir o hiperandroginismo.
¥ É eficaz no restabelecimento da relação FSH / LH e da regularização do ciclo menstrual
¥ Uma eficácia superior a 70% com um forte perfil de segurança é relatada
(traduzido da Wikipedia)

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D