Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Ser Senhora

Esta é a história de como me tornei Senhora. Uma Senhora a sério.

Bla bla bla resoluções

Fevereiro 15, 2017

Passaram-se exatamente 45 dias desde o inicio do ano.

Eu e muito boa gente, há 45 dias atrás, estávamos a beber champanhe, ver fogos de artifícios e a prometer um excelente 2017 cheio de magreza, vida saudável, muitos novos conhecimentos, viagens e outras coisas do género.

Como já é hábito, no final do ano passado, estableci alguns objetivos para 2017. Meditei nas áreas da minha vida que quero desenvolver, escrevi vários objetivos num caderno e depois transferi-os para o Trello

 

Em vez de guardar os meus objetivos numa gaveta e deixar que se transformem num monte boas intenções vazias de ação, decidi que a marca dos 45 dias era uma marca tão boa quanto outra qualquer para fazer uma revisão e certificar-me de que estou no bom caminho.

Comecei por reler o que o que escrevi à nos últimos dias de 2016 e fazer um balanço dos diferentes objetivos.

Pontos positivos:
  •  Cortei o cabelo (dá para perceber a profundidade das minhas resoluções de ano novo)
  •  Li um livro da lista (A Tragédia da Rua das Flores, Eça de Queirós)
Pontos negativos:

Não fiz absolutamente mais nada. Apesar de ter identificado algumas micro tarefas para fazer semanal ou mensalmente, pouco se traduziu em ações. Distracção, preguiça, um sofá demasiado confortável, eventos cancelados, trabalho até horas tardias... tenho uma infinidade de desculpas. O pior, é que fico a pensar que devia fazer coisas que não estou a fazer, o que me deixa com um ligeiro sentimento de culpa que torna a minha vida menos agradável.

 

Vou tentar uma outra estratégia durante o mês de fevereiro. Vou focar-me em muito, mas mesmo muito menos coisas. Mais concretamente, vou focar-me num objetivo de longo prazo e numa tarefa especifica a cada semana.

 

O objetivo de longo prazo é fazer 15 minutos de exercícios de gramática francesa por dia. Apenas 15 minutos. Menos de meia dúzia de exercícios. Para me motivar fiz o que fazia quanto era miúda e tentava poupar. Desenhei um termómetro em que cada nível colorido representa 15 minutos de estudo concluídos. O objetivo é chegar ao topo, preenchendo todo o termómetro (a baixo uma foto de má qualidade como ilustração).

term.jpg

 

15 minutos por dia, ao longo de 22 dias dá um total de 5,5 horas de estudo. Se adicionar 2 ou 3 horas de francês que falo diariamente no trabalho são mais de 40 horas em contacto com esta língua maravilhosa e senhorial. Se estiver mesmo inspirada, pode ser que ainda comece a ler um dos livros em francês da minha lista de leitura e que veja um filme ou dois.

O ultimo parágrafo é um exemplo claro de como tenho a intenção de fazer muitas coisas, mas que normalmente resultam em muito pouco. O foco são os 15 minutos diários. Apenas 15 minutos, todos os dias.


Em adição ao objetivo de longo prazo escolhi 4 pequenas tarefas semanais. Tarefas simples, que ocupam pouco tempo e que são fáceis de concluir. Aqui estão elas:

(Semana 6) Enviar fatura para o seguro

(Semana 7) Marcar dentista

(Semana 8) Ir a um Meetup

(Semana 9) Responder email

A verdade é que me apetece fazer tudo já. Despachar tudo esta semana. Todas as tarefas são urgentes e quanto mais cedo as fizer melhor. Por outro lado, estas tarefas estão todas pendentes desde o inicio de Janeiro e já as podia ter feito há muito mais tempo.

Vou tentar contentar-me com menos e fazer de facto alguma coisa.

 

Beleza

Novembro 25, 2013

Na altura criei este blog foi com o objectivo de ir contando as minhas aventuras enquanto me tentava tornar numa Senhora. Afinal porque é que decidi ser Senhora?

 

TRB

"Nancy Etcoff, psicóloga clínica e professora da Universidade de Harvard, comprovou, através de um estudo científico, aquilo que mais temíamos: usar maquilhagem tem, de facto, um efeito na forma como as mulheres são percepcionadas profissionalmente."


Stoya

«This leaves out some major factors in conventional aesthetic appeal: genetic luck, having the resources to eat well, the time and money necessary to purchase and regularly use face creams, oils, scrubs, and other weird stuff like placenta-blood facials or whatever it is that people who go to spas are up to these days.

 

Dolly Parton once said, "It costs a lot of money to look this cheap," and I feel like it's important to make clear that it also takes a lot of work to look this natural. I think we do each other a disservice when we pretend that there's something laudable about ignoring the effort we put into our appearances or that there's something brave about admitting the fact that we do put that effort in.»

 

 

Depois deste texto do TBR e deste da Stoya pus me a pensar no que era para mim a beleza/aparência física. Afinal para que serve? Qual é a vantagem de sermos mais ou menos bonitos? Aqui se nota a minha formação académica, afinal qualquer pessoa com o meu curso tem tendência a pensar sempre em termos de custos e benefícios. Qual é a vantagem de parecer uma Senhora? É uma imagem de baixa manutenção (depois da atingirmos) e isso deixa-me energia para outras coisas mais importantes. É uma imagem que encaixa no mundo onde passo a maior parte do tempo, é simplesmente uma capa e a de Senhora é a que me serve melhor. É o que as pessoas esperam ver. Eventualmente à medida que me vão conhecendo, ou vendo em situações menos civilizadas (e são muitas) a capa vai caindo - os meus amigos riem-se sempre digo que tenho um blog de moda e beleza. Sem duvida que é confortável ser percebida como "normal" e que, olhar para o espelho pela manhã e pensar "sou bonita", me anima.

 

 

 

Acho que a beleza está principalmente nos olhos de quem olha. Basta um cabelo brilhante, uma pele lisa e roupa apropriada e qualquer um é "bonito". Mas, no meu ponto de vista, e sem querer soar a cliché, a verdadeira beleza vem de dentro. É energia que atrai os outros, uns chamam-lhe charme, alegria, sorriso, pessoas assim são como estrelas brilhantes no meio da multidão cinzenta. Mesmo que só brilhem às vezes.

#3 As Senhoras têm uma pele limpa e luminosa

Junho 13, 2013

As Senhoras têm uma pele limpa e luminosa. O que eu quero dizer com isto é que as senhoras não têm acne, um problema que me acompanhou durante a adolescência e que decidiu reaparecer o verão passado. Ao fim de sucessivos médicos alternativos, pesquisas na internet, livros, conselhos e recomendações decidi ir á dermatologista. Não fiquei lá muito impressionada, depois de mal olhar para a minha cara recomendou-me um tratamento super agressivo (que eu acho que serve para todos), depois de alguma conversa lá me passou um gel de aplicação tópica o "Epiduo" e um antibiótico (que eu decidi não tomar).

 

A minha experiencia e pesquisa diz-me que que a borbulhas surgem devido a quatro motivos principais:

 

1. As borbulhas surgem quando a pele não está suficientemente limpa, o que faz com que os poros entupidos infectem e surjam borbulhas.

 

2. As borbulhas surgem devido a uma má alimentação, ao ingerir toxinas elas acabam por sair pela pele, sob a forma de borbulhas.

 

3. As borbulhas surgem quando os ciclos menstruais são superiores a vinte e oito dias, ciclos irregulares implicam níveis hormonais incertos o que provoca excesso de oleosidade e borbulhas.

 

4. Stress, fadiga e poluição também não fazem nada bem.

 

A minha rotina é esta: de manhã lavo a cara com o gel de limpeza da Normaderm da Vichy, ponho um creme hidratante também de linha Normaderm e depois BB cream (e maquilhagem suficiene para ter bom aspecto). À noite lavo de novo a cara e aplico o gel Epiduo, como acho que é um pouco agressivo, principalmente agora que se aproxima o (suposto) verão, estou a usa-lo alternadamente com um gel de Aloé Vera, assim evito a pele seca. Junto com a pílula e uma alimentação saudável acho que o tratamento está a fazer bastante efeito, espero que seja desta!

 

 

O meu conselho para quem luta contra o acne é: vão ao dermatologista.

As Senhoras têm Pernas Bonitas (e sem celulite)

Abril 22, 2013

Tendo em conta a onda de posts sobre celulite na blogosfera decidi dar a minha contribuição.

 

Tenho celulite. As Senhoras não têm celulite. Se quero ser uma Senhora não posso ter celulite.

 

Belo raciocínio, e agora como é que eu trato do assunto? O meu paizinho diz que eu já nasci com celulite nos glúteos, embora numas alturas estivesse pior e noutras melhor sempre existiu. Na altura em que eu estava mesmo magra (algures em Maio do ano passado) tinha uns gluteos e umas pernas sem nenhuma celulite, entretanto voltei à minha forma curvilínea habitual. O mais estranho foi que a celulite migrou toda das pernas para os glúteos.

 

Primeiro que tudo fiz um teste (de qualidade duvidosa) para avaliar a dimensão do meu problema. Ao que parece tenho um grau moderado de celulite e devia combinar massagens e tratamentos, com alimentação saudável, exercícios e creme.

 

 

Identificado o problema passei para a segunda fase, criar um plano de ataque.

 

1. Voltar ao ginásio e fazer um plano de alimentar (assim que tiver novidades escrevo aqui)

2. Voltar a encher o meu frasco de esfoliante caseiro e passar a usa-lo uma vez por semana

3. Passar a trazer uma garrafa de água de 1,5lt para o "trabalho"

4. Encontrar um bom celulitico (aminofilina, cafeína e teofilina), com um preço acessível, e aprender a fazer auto massagem

5. Ponderar fazer umas sessões de cavitação

 

Para mim, o melhor exercício anti celulitico é subir escadas mas na terrinha não existem grandes desníveis.

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D